Talvez as ruas do seu bairro ou localidade estejam esburacadas e poeirentas. Quem sabe, na sua vizinhança, faltem opções de lazer para as crianças. Ou a infraestrutura esteja carente, com falta de redes adequadas de água e esgoto. O Centro provavelmente deveria ter um trânsito mais organizado e a quantidade de ônibus não é adequada às necessidades de muitos usuários. É possível que as filas na Saúde sejam longas demais para o tamanho de sua paciência. Enfim, não é difícil encontrar defeitos na nossa velha Montenegro, que hoje comemora 147 anos.

Contudo, no dia do aniversário, em meio à pandemia de coronavírus, que tal se a gente “trocasse o disco” e, ao invés de reclamar, procurasse destacar os aspectos positivos da nossa terra? Nossa cidade tem, sim, defeitos, mas há qualidades em muito maior número. A começar pela localização estratégica, que nos coloca a menos de 100 quilômetros da capital e muito próxima da Serra, os dois grandes mercados consumidores do Estado. Somos bem servidos em termos de rodovias, nosso comércio é variado e abrangente, temos dois hospitais e uma rede de educação que inclui duas universidades e uma fundação de artes que é referência nacional.

Nesta lista, não podem faltar a beleza do Morro São João e do Rio Caí, a estrutura de segurança pública, a agricultura pujante e a sólida e diversificada indústria. Sem falar na Estação da Cultura, no Parque Centenário, no Balneário Municipal. Estas estruturas, é bem verdade, hoje sofrem o efeito do abandono, mas dependem apenas de um governo eficiente e visionário para voltarem a ser nossos melhores cartões postais. E tem ainda a população, majoritariamente trabalhadora, ordeira e receptiva.

Dizem que a gente só briga com quem ama. Aqueles com quem não nos importamos simplesmente são ignorados. Quando batemos boca é porque a gente quer ver a pessoa mudar, melhorar de alguma forma. Não é diferente com a cidade. Se erguemos o dedo indicador para os seus defeitos é porque buscamos o melhor para ela. Não são os problemas que nos definem, mas aquilo que fazemos para resolvê-los. Hoje é um excelente dia para pensar sobre isso.

Deixe seu comentário