Recém-eleitos em Montenegro, Gustavo Zanatta e Cristiano Braatz começam a mostrar as primeiras ações daquilo que propuseram como sua forma de governo. Reuniões e visitas a entidades sociais e empresas dão o tom de aproximação com a comunidade e devem, mais do que estreitar laços a fim de garantir a “política da boa vizinhança”, abrir caminhos para parcerias que estimulem o crescimento da cidade – esse que deve ser o principal objetivo perseguido por aqueles que estarão à frente do Executivo pelos próximos quatro anos.

Os primeiros passos d’Os Guris, após o pleito do dia 15, já ocorrem com aprovação da comunidade. As atitudes, cuidadosamente pensadas para dar o tom do novo, proposto pela Onda Verde contabilizam acertos importantes para Zanatta e Braatz. As primeiras secretárias anunciadas são nomes de peso em suas respectivas áreas. Tanto Ciglia da Silveira quanto Silvana Schons têm o respeito dos profissionais da educação e saúde, respectivamente, e da comunidade, reforçando o discurso de buscar pessoas capacitadas para ocupar os cargos de primeiro escalão.

Da mesma forma que os anúncios feitos em âmbito administrativo, outra ação também fez com que montenegrinos olhassem com bons olhos para a dupla que comandará o Palácio Rio Branco a partir de primeiro de janeiro: a carreata do bem, realizada no último domingo. Ao convidar os outros candidatos e seus eleitores – mesmo que identificados com suas posições políticas -, Zanatta e Braatz estenderam a bandeira branca, num gesto de cordialidade e interesse em conduzir uma política em prol da cidade, e não mais de partidarismos.
A arrecadação dos 663 litros de leite para o Hospital Montenegro foi igualmente acertada. Convidaram, de forma indireta, a comunidade a participar das ações propostas pelo novo governo; a partir de um ponto que é muito caro a todos os montenegrinos: a saúde. Essa é também uma forma de endossar o discurso de campanha, de ouvir e envolver a comunidade nas ações do executivo.

Apenas uma semana após receber 39,46% dos votos, Zanatta e Braatz já acumulam uma série de acertos em suas atitudes e mantém o compromisso de envolver ativamente a comunidade nos seus atos. Porém, Os Guris sequer assumiram as cadeiras no Palácio Rio Branco e ainda é cedo para definir parâmetros de que esta será ou não um governo diferente dos que o precederam. A expectativa cresce, a cada novo anúncio, de que os acertos prossigam e que haja, de fato, comprometimento dos eleitos e da população em fazer diferente – pra melhor.

Deixe seu comentário