Quantas não foram as vezes, na história do Ibiá, em que cobramos, através de reportagens ou de editoriais, uma solução para a humilhante espera que os cidadãos passam para conseguir realizar exames de saúde. Esta demora, que ultrapassa meses, ou anos em muitos casos, resulta em atraso nos tratamentos, complicações, dores – físicas e emocionais – e, em alguns casos, culmina em óbitos. Exatamente por isso, se faz justo enaltecer uma ação que, se não irá resolver definitivamente o problema, promete encerrar momentaneamente a fila de espera para a realização de exames em Montenegro.

No início da semana foi lançado pelo governo municipal o Programa Fim da Espera, uma iniciativa que visa zerar a fila de exames. O investimento será de R$ 1,25 milhão na aquisição de 4.139 exames para cidadãos montenegrinos em 11 especialidades. Os recursos foram obtidos através de emendas parlamentares. Se, para alguns, o mérito do programa pode ser reduzido por não se tratar de um investimento próprio do município, vale destacar que, certamente, não faltariam outras necessidades onde investir esse dinheiro, nas mais diversas secretarias do município.

A administração minicipal escolheu a Saúde pelos motivos óbvios de que hoje e sempre a saúde é o bem mais precioso de todos nós. O problema mais grave dentro da secretaria são os exames atrasados, que podem significar a vida ou a morte no caso de diagnósticos tardios.

A saúde sempre deverá ser prioridade. E, quando ela é, de fato, tratada com a devida importância, merece ser destacado. Quando, enfim, a fila for encerrada, será hora de juntar esforços para mantê-la curta e em constante movimentação. Sabemos que, para além desses pacientes que já aguardam na fila, há outros que, mesmo necessitando, sequer entraram nela nos últimos meses devido à pandemia. Esses também precisarão de atenção do setor; assim como aqueles que terão necessidade futuramente. A saúde é um dos pontos que mais necessitam de atenção justamente por essa constante demanda. Que possamos garantir que ela sempre seja suprida o mais rápido possível. Porque a saúde não pode esperar.

Deixe seu comentário