A economia, para algumas pessoas, parece algo muito distante. Apesar de influenciar na vida de todos – o aumento do gás de cozinha e a perda de uma safra, por exemplo, mudam o preço do almoço diário – seu controle parece sempre estar em outras mãos. Em alguns casos, porém, quem decide entre o sucesso e o fracasso de um ciclo econômico é, sim, cada um de nós, que vive em comunidade.
A campanha realizada pelo Jornal Ibiá “Se é Daqui eu Compro” é um exemplo disso. Cada vez que um montenegrino deixa sua cidade para ir fazer compras na Capital ou em outros grandes centros de consumo, ele está deixando de gerar renda, tributos e empregos em Montenegro. Nosso comércio está se preparando para o momento de maior movimento do ano: o Natal. Isso, somado ao fato de que a economia nacional dá sinais de recuperação, traz esperança aos comerciantes.
O que você tem a ver com isso? Tudo. Porque as boas vendas significarão a manutenção de empregos nascidos como temporários. Porque o caixa das lojas no azul representa ampliação dos negócios, mais variedade nos produtos e investimentos na formação de mão de obra.
Vale lembrar que conquistar e fidelizar uma clientela é também responsabilidade do lojista. Isso se faz com atendimento de qualidade, gentileza e preço justo. Os comerciantes montenegrinos estão trabalhando para oferecer tudo isso. Que, neste Natal, o Papai Noel seja generoso e que seus presentes sejam embrulhados por aqui, afinal, assim será Montenegro a grande vitoriosa.

Deixe seu comentário