Difícil achar alguém que não esteja sonhando com a folga da próxima semana. É Carnaval! E mesmo que em Montenegro e parte do Vale do Caí não tenhamos desfiles grandiosos e os bailes sejam adiados para março, quando a cidade voltar a ter maior circulação de pessoas, a folga do trabalho é bastante esperada. A maior parte das pessoas vai para o Litoral ou Serra. Sabemos, por experiências passadas, que Montenegro estará com as ruas desertas do próximo final de semana até terça-feira, 25, o ponto facultativo propriamente dito, já que oficialmente esta data não é feriado. Todos estarão descansando e aliviando o estresse para, na próxima semana, começar o ano de fato.

O problema é que, logo ali, em abril, já haverá mais dois feriados, o da Sexta-feira Santa e o de Tiradentes, que cai em uma terça-feira em 2020. Ou seja, em abril haverá dois finais de semana estendidos, muito propícios para viagens para fora da cidade. Ótima para a economia das regiões turísticas. Alguém tem dúvida de que o setor hoteleiro de Gramado beirará os 100% de ocupação? Mas péssimo para o comércio das outras cidades, que fecharão suas portas nos dias dos feriados e terão muito menos clientes no sábado anterior. Esse sim, um prejuízo grande, já que o sábado é o dia que supera em muito os outros em vendas no comércio. Para as empresas de outros ramos, a diferença está na produção, que cai, e nem sempre pode ser recuperada.

Mas, se reclamar não adianta, resta agir para minimizar os prejuízos. É claro que parte dos recursos que não são gastos dentro da cidade em um feriado não poderão ser “repostos” em outra data. Simplesmente porque o cidadão gastou esse dinheiro na praia, por exemplo. Mas promoções são ótimas tentações para isso e o nosso comércio poderia investir, por exemplo, em grandes liquidações, acompanhadas de eventos e atividades culturais, oferecendo alternativas bacanas para quem não pode ou não quer viajar. Talvez até atrairíamos alguns visitantes. Se o povo tivesse incentivo para ficar em Montenegro, os feriados poderiam se tornar oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário