A necessidade de preservar o meio ambiente é permanente, uma vez que os recursos naturais são fundamentais para a sobrevivência geral do planeta. Conciliar os interesses e as escolhas pessoais de cada cidadão, bem como o desenvolvimento econômico com a conservação ambiental é um desafio constante, mas possível quando se tem consciência sobre o papel de cada um na construção de um mundo melhor.
O especial Vida Mais Sustentável, publicado na edição de hoje, mostra alguns exemplos de atitudes e empreendimentos, demonstrando que é possível trabalhar e viver em harmonia com o meio ambiente. Uma reportagem mostra que a escolha da roupa, normalmente definida pelo estilo de cada um e pelo clima, pode provocar maior ou menor impacto na preservação de recursos naturais, pois são necessários tanto na produção como na industrialização de tecidos e peças de vestuário.
Nesses casos, a conscientização passa pela opção de roupas confeccionadas com materiais menos danosos ao meio ambiente, e por ampliar ao máximo a vida útil de um produto. O consumismo desenfreado, portanto, aumenta o impacto ambiental de uma peça de vestuário. E vale sempre lembrar os famosos “três erres” da sustentabilidade: reutilizar, reduzir e reciclar.
Esse aspecto é observado também através de um “ferro-velho”, espaços que são discriminados por alguns, mas garantem reaproveitamento e novo destino a peças descartadas. O especial aborda ainda que a busca de ideias novas também contribui para um empreendimento mais sustentável, focando a preservação de um bem precioso, fundamental para que exista vida: a água. Por fim, são exemplos de que podemos e devemos preservar o meio ambiente.

Deixe seu comentário