Nos últimos meses, nós da imprensa temos feito um esforço para manter a editoria de esporte na cobertura, seja ela feita em qualquer plataforma. Esporte é contato. Nenhum atleta vence sozinho. Isso vale também para os chamados “esportes individuais”, nos quais a medalha pode ser única, mas a preparação do campeão envolve muita gente. Por isso, essa área foi tão afetada pela pandemia.

A retomada, mesmo que lenta e vinculada a uma série de protocolos, começa a trazer alívio. Primeiro porque o esporte mobiliza, traz emoção e esperança. Mesmo que pelo mundo todo as competições estejam retornando sem público e com limitações para o trabalho de jornalistas e até modificando o comportamento dos atletas, nós gostamos de saber que alguém foi campeão. Isso nos motiva. Nos diz que é possível. E nos impulsiona a colocar mais esforço na nossa rotina, seja ela qual for. Esforços, inclusive, erguidos no intuito de mudar o mundo.

Exemplo disso é o que o piloto Lewis Hamilton faz na Fórmula 1. Em seus pódios, numerosos, ele tem destacado temas importantes. No do último final de semana, o inglês usava uma camiseta que levou ao mundo mensagem sobre intolerância e violência racial. Isso vale ainda mais do que o troféu erguido por ele. E modelos como ele existem em diversas outras modalidades.

Além disso, o esporte tem uma grande ação local e social. Pelo Brasil, quantos não foram os jovens que receberam do esporte uma oportunidade na vida? Projetos sociais como o citado na matéria de hoje nos levam a pensar que as nossas crianças podem ser decisivas na construção de um amanhã melhor. Neste caso, estamos falando de basquete e da turma do Street Ball Promorar, time integrante do Projeto #JesusComanda Resgatar, originado no bairro Germano Henke e com potencial para ser um diferencial na vida de muitas crianças e suas famílias.

No final das contas, o Torneio de Lance Livre Sesc/Sindilojas Montenegro nos mostra que existem cestas de três pontos sendo feitas a todo momento e aqui do nosso lado, mesmo sem nenhum campeonato em disputa. Isto é esporte. Isto é ser campeão.

Deixe seu comentário