A matéria da editoria de Economia da edição de hoje do Ibiá traz uma informação que, mesmo positiva, deixa um rastro de preocupação. Montenegro segue a sequência de recuperação no saldo de empregos fechados por conta da pandemia do novo coronavírus. O problema é que a aceleração dessa recuperação começou a cair e o saldo entre contratações e desligamentos ainda é negativo. Os números apresentam melhora nos últimos meses. Tendo fechado o primeiro semestre com um saldo de 500 postos extintos, estar atualmente com um acumulado de 142 postos fechados de janeiro a setembro é um avanço.

O problema é o ritmo dessa criação de vagas que precisa ser ágil e constante. Além disso, olhando separadamente para alguns setores da economia se percebe que estes bons sinais não atingem a todos da mesma forma. O comércio, por exemplo, tem números positivos, mas puxados pelo acréscimo nas contratações de supermercados. Não necessariamente esses números representam que o comércio em geral, que demitiu quando do fechamento das lojas, agora esteja reforçando o quadro de funcionários.

E, além disso, precisamos lembrar que esta é uma época em que, além dos empregos habituais, as lojas estariam se preparando para fazer contratações temporárias na expectativa das vendas de Natal. As dificuldades que a pandemia deixou na nossa economia ainda estão longe de ser sanadas. Por isso, todos devemos colaborar, fortalecendo o comércio e serviços locais, além de se cuidar para que logo logo a Covid-19 seja apenas uma lembrança ruim.

Deixe seu comentário