Passada a euforia da vitória, a tensão das transições e as formalidades das solenidades de posses, agora é hora de os eleitos mostrarem a que vieram. Prefeitos, vices e vereadores receberam votos de confiança das suas comunidades e precisam fazer jus a essa confiança. Claro, há um prazo para adaptações, e é preciso ter um pouco de paciência porque projetos e ações não saem magicamente dos bolsos dos políticos ou dos seus secretários, diretores e assessores.
Mas o que a comunidade quer, mais do que milagres ou ações mirabolantes, é ver que o trabalho está sendo feito. Equipes atuando, problemas tentando ser sanados e demandas básicas sendo atendidas, além de ações em busca de recursos para investimentos nos municípios. É importante sabermos que as novas administrações estão preocupadas com o desenvolvimento local e com aquilo que aflige os moradores.

É imprescindível que haja atenção especial à saúde e à economia, já tão sofridos após meses de pandemia. Mas também é preciso olhar para o interior, para a infraestrutura urbana, para a educação e para tantos outros setores que carecem de cuidados. Também queremos ver desavenças políticas serem deixadas de lado em prol do crescimento das cidades.

E não queremos que cada um pense apenas no seu município. Esperamos que os políticos unam suas forças em busca de melhorias a toda a região. Afinal, de que adianta um município se desenvolver, se o vizinho ao lado não conseguir crescer também? É muito melhor a todos se conseguirmos trabalhar e melhorar juntos. Há demandas antigas a serem perseguidas. Conclusões de obras, início de outras.

Um dos exemplos é a travessia da RSC-287, no trecho urbano de Montenegro. Há projetos, há vontade, mas é preciso muito trabalho para que haja recurso. Outro exemplo foi dado pelo prefeito reeleito em Brochier, Clauro Josir Caqrvalho: a continuidade da obra da Rodovia Transcitrus, que há mais de 20 anos é desenvolvida, pouco a pouco, a cada nova administração. Cabe aos novos (de toda a região) garantir que essa obra não pare.

Há muito trabalho a ser feito. E, com certeza, vontade de trabalhar não falta. Agora precisamos, enquanto comunidade, cobrar para que os recém-empossados façam valer o nosso voto de confiança. Mas também cabe a cada um de nós, enquanto cidadãos de Montenegro, Brochier, Maratá, Pareci Novo, São José do Sul e todas outras cidades da região, garantir que estamos fazendo a nossa parte e cuidarmos do entorno das nossas casas. Assim, contribuiremos para uma cidade ainda melhor.

Deixe seu comentário