Chegou a hora da população gaúcha mostrar que está realmente disposta a agir contra a transmissão desenfreada do coronavírus no Estado. O sistema lançado de forma pioneira pelo estado do Rio Grande do Sul, chamado de distanciamento social controlado, começou nesta segunda-feira deixando apenas uma das 20 regiões – a do entorno de Lajeado – sob a bandeira vermelha e suas restrições mais intensas. Todo o Vale do Caí está disposto em quatro sub-divisões, mas, pelo menos no enquadramento da semana inicial do sistema em funcionamento pleno, todas estão sob o mesmo nível de risco e, portanto, tendo as mesmas regras restritivas.

Não estamos com o cinto tão apertado quanto em Lajeado, mas temos regras a cumprir. Isso vale para o cidadão de forma individual, ao pequeno comerciante e às grandes indústrias. Se pensarmos que está “tudo bem” e que a bandeira laranja nos permite viver e trabalhar como se tudo estivesse normal, logo ali o resultado será imposto ao coletivo. E o preço será alto. Se agirmos conforme determinam as regras poderemos conter o vírus e não ter fechamentos abruptos, que tanto mal fazem à sociedade.

Em geral, nós brasileiros somos muito rápidos em gerar novas regras. Algumas muito boas. Nossa dificuldade está no cumprimento responsável dessas normas. Não às vezes, nem quase sempre. A Covid-19 exige cuidado total e de todas as pessoas para que as medidas sejam eficientes. Não adianta cobrar que os profissionais de saúde, tão exigidos neste momento, e não fazer a sua parte. Na edição de hoje, além de destacar as normas que temos de seguir, homenageamos os enfermeiros e profissionais da saúde, que têm em 12 de maio seu dia mundial. Quando cada um de nós cumpre as regras, estamos valorizando o trabalho dessas pessoas e colaborando para que o caos no sistema de saúde fique apenas no temor e nunca ocorra na prática. É o que todos desejamos. Vamos, todos unidos – porém distantes – garantir homenagear os profissionais de saúde e agir pela saúde da nossa comunidade, Estado, País e do Planeta.

Deixe seu comentário