A rotina da população mudou e isso naturalmente afeta nossas crianças e adolescentes. Infelizmente, nos encaminhamos para medidas de isolamento cada dia mais duras. É necessário que todos os que têm essa possibilidade permaneçam dentro de suas casas para que, assim, o coronavírus se propague mais lentamente.
É claro que as crianças pequenas têm dificuldade em compreender porque de um dia para o outro não se vai mais na escolinha nem se pode brincar no parque. Os que são um pouco maiores podem perceber essa angústia da sociedade, afinal seus pais estão inseguros do futuro. E os adolescentes provavelmente questionarão o fechamento dos cinemas ou a impossibilidade de encontrar com amigos. Não há ninguém, independente da idade, que vá passar pela Covid-19 sem sofrer com seus transtornos, mas os mais jovens podem ter grande dificuldade em se adaptar a tudo isso.
Neste momento tão difícil as famílias e as escolas têm o dever de encontrar alternativas para mantê-los minimamente dentro da realidade, mas afastados do pânico. As instituições de ensino, dentro das possibilidades financeiras e tecnológicas de cada rede, estão fazendo sua parte. Das lições para estudar no período em casa até aulas através da internet, passando pelo uso das redes sociais até kits de atividades, é feito um esforço para que nossas crianças não tenham seu aprendizado completamente interrompido.
Cabe aos pais colaborarem para o desenvolvimento dos filhos, não permitindo que a quarentena se transforme num adendo das férias de Verão. Quarentena não é passeio na rua e encontro de amigos, é manter-se dentro de casa. Estudar pode e deve fazer parte disso. Junto disso, também é importante que os pais possibilitem, na medida das suas possibilidades, alternativas lúdicas aos seus filhos. O computador e o celular são entretenimento, sabemos. E nesses dias de crianças muito presas em casa é claro que os eletrônicos serão amigos da criançada e também dos pais. Mas, lembre de também sentar no chão da sala, puxar um brinquedo e interagir com a criançada. Quem sabe colocar em dia a leitura nesse período? Assim quando essa pandemia passar teremos construído alguns bons hábitos.

Deixe seu comentário