Estamos às vésperas do início da temporada de veraneio, depois de um ano atípico, que nos exigiu adequações na rotina, pessoal e profissional. São nove meses em meio a uma grande indefinição, à espera de uma vacina que nos livre desta pandemia.

O Estado tem a capacidade de implementar ações que viabilizem a prevenção. A fiscalização é uma prerrogativa do Legislativo, que articula e fomenta os projetos de interesse coletivo. Aqui entra o cidadão e a sua participação na superação de crises.

E justamente por não ficar esperando por um milagre ou a antecipação da imunização coletiva é que tenho trabalhado incansavelmente por um Verão com segurança a todos, especialmente para os moradores e veranistas no Litoral Norte, que durante a alta temporada dobra a população dos municípios da região.Na última semana me reuni com o governador do Estado, Eduardo Leite e, juntamente com empresários do Litoral Norte, apresentamos um plano que viabilize os meses de veraneio com garantia de atendimento médico, segurança, sem maior prejuízo à economia daquela região, que justamente tem seu incremento de orçamentos nos meses mais quentes do ano.

Não é mais possível fechar os olhos para o problema. Nem mesmo fechar tudo ou estabelecer trechos de faixa de areia aos veranistas. O que sugerimos foi maior conscientização para a população, fiscalização às regras de distanciamento, ampliação de efetivo policial e garantia de tendas médicas que façam a triagem nos casos suspeitos de Covid-19.

Atravessar o Verão sem que tenhamos picos de contágio, elevação de óbitos por coronavírus e não precisemos fechar as portas do comércio nas praias serão os maiores desafios. Entre novembro e dezembro, R$ 1,3 milhão da Operação Verão Total RS do governo do Estado foi destinado aos cinco principais hospitais do Litoral Norte.

São iniciativas coordenadas, considerando o aumento de população que circulará pela região litorânea entre dezembro e março. Nesse sentido, temos trabalhado para cuidar de quem viaja e também de quem mora na região.
Caberá a cada cidadão comprometer-se a seguir as regras determinadas pela saúde, respeitando distanciamento e uso de máscaras e álcool gel, para que todos possam usufruir do verão.

Deixe seu comentário