Regina Maria Teixeira Simões
Sociedade Espírita Missionários da Luz

A vida terrena é um instante. Somos, nela, agentes do nosso destino. Tudo o que nos ocorre é consequência desta vida ou de vidas passadas. Quem fomos nós? Uma pergunta sem resposta. Essa, obteremos quando partirmos para uma das moradas de Deus. Ainda, quando nos for permitido saber. Enquanto isso, seguimos passo-a-passo a caminhada terrena, com os olhos bem abertos e espertos, voltados ao nosso íntimo, à nossa verdade, a fim de nos analisarmos, descobrirmos falhas e seguirmos diante dos percalços que possam surgir.
E eles virão! A forma com que os aceitaremos é proporcional à fé que cultivamos no coração. Quanto mais fé, maior a compreensão dos percalços. Quando um obstáculo surge, impedindo a concretização de uma meta, na falta da fé, podemos esbravejar, magoando a quem conosco convive e a nós mesmos. No entanto, quem tem fé recorre à prece e à leitura do Evangelho, compreendendo e aceitando os desígnios de Deus. Na compreensão, a humildade!
Ou, inesperadamente, a notícia que nos leva ao desespero! E a pergunta: por que eu? Com ela, angústia, aflição e a certeza de que não há saída. Inicia a jornada, a luta contra o tempo a fim de eliminar o que corrói o corpo físico. Desânimo e cansaço! Contudo, se há fé, a chama da esperança permanece acesa e convictos seguimos, confiantes na decisão de Deus. Na esperança, o entendimento da dor como forma de resgate de erros cometidos nesta ou em vidas pregressas.´
A vida terrena é efêmera. Cada dor vivida, cada alegria, na fé, sentimos que são bênçãos concedidas por nosso Pai, para evoluirmos espiritual e moralmente. É o que nos diz o Evangelho segundo o Espiritismo: “Bem aventurados aqueles que têm oportunidades de provarem sua fé, sua firmeza, sua perseverança e sua submissão à vontade de Deus, porque terão em cêntuplo a alegria que lhes falta na Terra, e depois do trabalho virá o repouso.” (Bem-aventurados os aflitos, Cap.V, Bem e mal sofrer – Lacordaire, Havre, 1863).
Esta é a certeza que necessitamos ter! Somente a fé provoca o entendimento de humildade, resignação e aceitação dos percalços como meio de evoluirmos e nos reformarmos interiormente.
A fé nos faz renascer, mesmo nos momentos que julgamos sem saída; conduz a enxergarmos o que parece o fim, um início, uma nova oportunidade. Através da fé, entregamos a vida a Deus e Sua luz iluminará o caminho. Como vamos caminhar, dependerá do nosso livre arbítrio. Por isso, ao vacilarmos, fraquejarmos ou cometermos erros, a fé nos dirá: Deus sempre conosco está!

Deixe seu comentário