Carlos Eduardo Vogt
Enfermeiro

Nas últimas semanas, o presidente de nosso país fez um vídeo, enquanto viajava aos Emirados Árabes, falando sobre denúncias feitas por um grande veículo de comunicação, que dizia que ele poderia ser um dos mandantes da morte de uma vereadora fluminense.
Muitos críticos de plantão condenaram a atitude, dizendo que o que ele fez não é postura de um presidente. Alguns filósofos ou cientistas da boa e velha política vieram a público opinar e dar seu pitaco. Aliás, o que mais temos hoje neste país são cientistas políticos, fajutos, mas, ainda assim, “cientistas”.
Agora, façamos uma pequena reflexão: coloquem-se no lugar do presidente. Agora pensem que, se um frango tiver diarréia no nordeste, a culpa é atribuída a ele. Se alguém tropeçar na calçada e bater a cabeça no chão… culpa do Bolsonaro.
Isso enche o saco!
A política em nosso país é tão suja que, ao falar para uma deputada que ela não merecia ser estuprada, ele foi condenado. A referida, com o dedo apontado na cara dele, chamando-o de estuprador, nada sofreu.
Agora eu pergunto: o cara é condenado porque diz que ela não merecia ser estuprada?
Penso eu que a pior das mulheres não deveria sofrer tal agressão. Serei processado por pensar assim?
Entendo que o desabafo feito pelo presidente poderia ser mais ponderado, mas, ao colocar-me no lugar dele, penso que deve ser complicado lidar todos os dias com pessoas que não desejam ver o país prosperar. Deve ser muito ruim saber que a grande maioria dos políticos defende seus partidos e interesses próprios em vez de lutar para que o país cresça, a economia acelere e, assim, gere empregos e renda.
Me revolta o fato de energúmenos que se dizem politizados torcerem contra o país, pelo simples fato de que seu partido não faz parte do governo. Talvez devêssemos acabar com partidos políticos, investimentos de campanha, fundo partidário…
Seria político quem quisesse tirar do bolso para fazer sua campanha e, mesmo assim, justificar de onde saiu cada centavo.
Lembrando que vivemos em um dos países mais ricos do mundo, que vem sendo assaltado pelos senhores políticos e seus amigos há anos. Agora, que talvez seja a hora de começar a prosperar, vamos torcer contra?
Eu torço pelo Brasil e não por políticos.
E tu?

Deixe seu comentário