A vida é formada por momentos. Existem momentos bons e momentos ruins. O conjunto dos momentos faz o todo de nossa existência. Os bons eternizamos em fotos, na nossa memória e em poesias. Os ruins procuramos esquecer, apagar. O importante é irmos à luta e fazer com que cada momento seja o melhor possível, não nos acomodar, nunca nos conformarmos com o que não nos agrada.
Nossa existência é curta. É claro, há tentativas que nos realizam e outras que olhamos e vemos que foram erradas, mas tudo são momentos. O relógio do tempo e da vida continuam, minuto a minuto, hora a hora, dia a dia e assim vai. Há o momento de nascer e o momento de morrer. O passado é formado por momentos que se foram. O presente são os que estamos vivendo e o futuro trará outros, bons ou ruins, mas virão.
As relações amorosas têm seu momento de namoro, casamento… E quem disse que você tem que perpetuar o último se os momentos não são mais tão bons como antes. Seus filhos têm os momentos de depender de você e o momento em que vão viver a vida deles. Momentos são breves, pedaços do que vivemos. Na vida que levamos ou procuramos levar, quem disse que não podemos fazer com que cada momento seja feliz?
O relógio do tempo e da vida continua a mostrar os momentos. Não deixe para depois o que vai lhe dar prazer ou vai realizá-lo como pessoa. O momento que foi não volta mais.

Deixe seu comentário