Acabamos de passar por mais um Dia de Finados, dia de grande significado, pois nele lembramos as pessoas queridas e amadas que nos antecederam no descanso. Dia de honrar a memória delas com um gesto simbólico: a limpeza da sepultura, um ramo de flor… O cemitério é um lugar que mexe com o imaginário e cultura de muitos povos, lugar onde são sepultados o cadáver das pessoas que amamos e que não gostaríamos de ter que nos separar. Do latim “coemeterion”, significa lugar que se “põe a jazer” ou “fazer deitar”, noutras palavras, cemitério significa “lugar de descanso”. Aqui somos confrontados com aquilo que mais mexe conosco: a morte. Esta é nossa realidade última, a única certeza que temos na vida. Cemitério nos traz dúvidas e incertezas, nos provoca saudade e tristeza… Nos confronta com a morte. Parece nos dizer: um dia também estarás aqui e outras pessoas prantearão por você.
O texto do profeta Ezequiel nos traz uma imagem profunda que podemos remeter à esperança cristã.O contexto aqui é outro: Ezequiel, ex-sacerdote em Jerusalém, está junto ao povo de Israel, exilado na Babilônia, por volta do ano 587 a.C. A cidade de Jerusalém foi destruída e também o templo.Boa parte da população foi dizimada, seja pela fome e peste, ou pela fúria dos soldados vencedores. Mas aqui, a desesperança, desespero, dor e sofrimento são sentimentos comuns entre as pessoas daquela época, pois para muitas delas, sua vida parece um monte de ossos secos. O texto refletido mostra profundidade e importância da Palavra criadora e vivificadora de Deus. Seja diante de ossos secos amontoados, sem vida, ou de vidas ressecadas, despedaçadas pelas mazelas deste mundo.A visão do vale de ossos secos mostra que não há nenhuma situação que Deus não pode transformar. Nem mesmo a morte é mais poderosa que Deus! O vale de ossos secos é uma mensagem de esperança.
Quantos de nós, não temos respostas quando confrontados com situações da vida, sobretudo relacionadas à morte? Mas a palavra criadora e vivificadora de Deus é poderosa, pode transformar qualquer realidade.Na visão do profeta Ezequiel, diante da ordem que lhe foi dada por Deus, aqueles ossos secos começam a se mexer, esqueletos se juntaram e surgiram tendões, músculos e pele sobre eles. Depois novamente a Palavra vivificadora chama o espírito de vida para entrar dentro dos corpos. Assim, todos ficaram vivos, se puseram de pé e se tornaram numerosos como um grande exército!Deus explica a Ezequiel que a visão do vale de ossos secos representava a restauração de Israel, povo que se sentia morto, abandonado, sem futuro ou esperança. Deus prometeu que iria mudar a situação e cumpriu sua promessa. Depois de 70 anos no exílio, os judeus tiveram permissão a voltar para casa, reconstruíram Jerusalém, o templo e se voltaram de coração para Deus.
Mas, esse foi apenas o início da restauração. Séculos mais tarde, Deus enviou Jesus. Com sua morte e ressurreição trouxe a verdadeira restauração. Agora todos que crêem em Jesus podem receber o Espírito Santo! Pelo seu poder, Deus muda nossa vida, que antes não tinha esperança, e nos dá vida nova. O vale de ossos secos mostra o que Deus pôde fazer por Israel e também pode fazer em nossa vida. Nada é impossível para Deus! Nem mesmo a morte! Aliás, a ressurreição de Cristo nos deixa isso claro. Cristo venceu a morte! Permanecendo nEle nós também venceremos, pois essa é sua promessa: “Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim nunca morrerá”. (Jo 11.25-26)
Você crê que os seus ossos na sepultura um dia poderão ter vida de novo pelo poder de Deus?Deus promete (Ez 37.13): “Eu vou abrir as sepulturas onde meu povo está enterrado e vou tirá-los para fora; aí ficarão sabendo que eu sou o SENHOR”. Esta é uma promessa de Deus! Viva-a a cada dia em fé e esperança, pois nosso Deus, é o único que pode vivificar mortos e dar-lhes a vida eterna. Amém.
P. Marcio S. da Costa

Avisos da semana:
Venha e participe dos cultos presenciais, domingos às 10h. Demais informações, bem como atendimentos e contribuições na secretaria às segundas-feiras das 13h30min às 17h30min e de terça à sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h30min às 17h30min, respeitando orientações de prevenção. Traga mantimentos, produtos de limpeza e higiene pessoal para cestas básicas que serão doadas.

Deixe seu comentário