Este ano celebramos um Natal diferente. Provavelmente não faltaram presentes. Você gosta de ganhar presentes? Anuncio um presente do qual você poderá desfrutar, caso o aceite. Digo, caso você aceite, por que em nossa sociedade tudo é descartado: objetos, móveis, roupas, calçados, carros, ferramentas, funcionários, casamentos, filhos, pais/mães, idosos, vizinhos. Até a fé é descartada por muitas pessoas. Também nos relacionamentos humanos, pessoas são descartadas. Há quem se diga amigo, que está à disposição quando está contigo em momentos felizes de comemoração, festa, bebedeira… Mas quando você passa por problema pessoal, financeiro, doença, desespero, onde estão os “amigos” das horas boas? Nestes momentos você aprende com quem pode contar ou não, quem é verdadeiramente seu amigo.
É neste mundo onde pessoas se descartam, que Deus oferece seu grande presente. Encontramos no Evangelho de João 3.16: “Porque Deus amou o mundo tanto, que deu seu único Filho, para que todo aquele que nele crer não morra, mas tenha a vida eterna”.Em meio a morte física, emocional e social, frutos do pecado humano, Deus oferece o grande presente da vida eterna. Numa sociedade que descarta a vida humana, Deus oferece a vida plena.Este presente de Deus não está limitado a esta cena tranquila da qual celebramos na noite de Natal, ele culmina na cruz. Este único versículo é imensamente profundo, pois contém o anúncio da graça e do amor de Deus. Em primeiro lugar, mostra que Deus ama ao mundo, e por isso, ama a todas pessoas indistintamente. Deus ama desde o pobre ao rico, desde o analfabeto ao mais culto e intelectual, desde a pessoa que vive na roça, até a que mora na cidade; ama tanto a pessoa religiosa como a não religiosa. Para Deus todas as pessoas são amadas igualmente. Ele não descarta ninguém.
Em segundo lugar, este versículo nos mostra a intensidade do amor de Deus. “Porque Deus amou ao mundo tanto”! E neste “tanto” não há limites, ele extrapola nossa razão e compreensão humana. Este amor é imensurável, não temos como medir ou especular, mas podemos experimentar. Este amor faz parte da essência de Deus. Por isso Deus ama um mundo que se afasta cada vez mais dEle, que se coloca como seu inimigo. Mas em 2Co 5.18 lemos que por meio de Cristo, Deus nos transforma de inimigos em amigos dEle.Perceba que o amor de Deus é eterno, intenso, sacrificial, perseverante, vai até as últimas consequências. Em Rm 5.8 lemos que Deus mostrou o quanto nos ama ao ponto de Cristo ter morrido por nós sendo ainda pecadores, imerecedores.
Mas o versículo em reflexão fala de condição. “Para que todo aquele que nele crer”. Deus providenciou esta salvação para a pessoa que nEle crer. Só desfrutará deste presente a pessoa que de fato crer e não apenas por ser religiosa, praticar o bem, o amor, a paz, penitencias ou sacrifícios. A salvação, a vida eterna é pessoal, uma questão de fé. A única condição que Deus apresenta para ser salvo, de ter vida eterna, de ir para o céu é que você creia em Jesus. Não há outro caminho, alternativa, nem atalho ou outra porta. Jesus diz: “eu sou o caminho”, “Eu sou a porta”.Você não deve crer em algo a mais junto a Jesus, é somente nEle.
Por fim, falar do amor de Deus é falar da salvação: “toda pessoa que nele crer não morra, mas tenha a vida eterna”. A vida eterna é mais do que a dimensão de um tempo ilimitado, para sempre, pois a morte eterna também será para sempre. É importante focar e confiar no que nos é prometido para vida eterna: uma realidade nova e restaurada. Nela Deus promete não haver dor, tristeza nem choro; nosso corpo ressuscitado será restaurado. Não haverá velhice, não haverá deficiência ou doenças, nem Covid, nem câncer, Aids ou AVC, nem doenças cardíacas, sanguíneas ou respiratórias. Quem aqui é surdo, nela ouvirá; os coxos, andarão, os mudos falarão, os adoentados desfrutarão de plena saúde. Nela a morte não mais existirá.
Então anuncio novamente o presente: “Porque Deus amou o mundo tanto, que deu seu único Filho, para que todo aquele que nele crer não morra, mas tenha a vida eterna”. Você acredita neste presente? Sim ou não? Você aceita o presente? De coração vai acolhê-lo ou rejeitá-lo? Convido você a dizer para Deus em oração e com o coração sincero que aceita o presente e está disposto a renunciar tudo que toma o lugar de Jesus em tua vida. Faça isso! Consagre tua vida ao Senhor e o mais Ele o fará!P. Marcio S. da Costa
Avisos da semana: Neste dia 31.12, nosso culto de Véspera de Ano Novo, será às 17h30 e 19h com capacidade para 45 pessoas (cada), mediante a inscrição prévia.

Deixe seu comentário