O livro de Lamentações é um conjunto de cinco poemas provavelmente escritos após a queda e destruição de Jerusalém por Nabucodonosor II nos anos 587-586 a.C.Nele, seu autor lamenta pela situação de miséria e humilhação do povo e das instituições de Israel, por consequência de seu mau proceder e de sua infidelidade à aliança com Deus. O trecho em destaque faz-nos refletir sobre tristeza, solidão, amargura e sofrimentos. Aliás a palavra “sofrimento”, faz nossas orelhas logo ficarem de pé. Ou já passamos, ou estamos agora passando por sofrimentos, ou acompanhamos quem sofre.

Hoje vamos refletir sobre um sofrimento específico: o câncer de mama que atinge muitas mulheres, mas também homens. O Outubro Rosa acontece nos EUA a partir 1990 e no Brasil desde 2002. Esta campanha vem a enfatizar o cuidado e a prevenção, sobretudo a partir de exames, pois quando mais cedo conseguirmos identificar a doença, maior chance de cura teremos. Mas gosto de dizer que Outubro Rosa não é apenas uma campanha que nos chama a refletir sobre Cuidado e Prevenção. Em quanto cristãos não podemos esquecer da Fé. Carolina Leif no seu livro “Ative seu cérebro” afirma o seguinte: “O modo como reagimos a eventos e situações da vida, pode ter um enorme impacto em nossa saúde mental e mesmo física”. […] “Ao conscientemente direcionarmos nossa forma de pensar, podemos descartar padrões tóxicos de pensamento de substituí-los por pensamentos saudáveis”.

Ou seja, por mais que o lado ruim pelo qual nos envolve um diagnóstico de doença, não podemos deixar que isso nos faça esquecer que cremos num Deus que promete estar conosco sempre. No texto de hoje lemos: “É melhor ter esperança e aguardar em silencio a ajuda do SENHOR” nos ensina o texto sagrado. A fé em Deus nos dá a certeza de que Ele nos ajudará. Você pode olhar para trás e afirmar que Deus lhe ajudou? Uma bonita história que diz que uma pessoa caminhava pela praia com o Senhor Jesus. Eles deixavam um rastro de pegadas na areia. Mas, ao olhar para trás, percebeu que nos momentos de maior dificuldade e sofrimento de sua vida, só havia um par de pegadas. Questionando a Jesus por ter o abandonado, o Senhor reponde ter sido justamente naquele momento que o carregava nos braços.

O problema é: supervalorizamos problemas e sofrimentos e esquecemos de confiar em Deus, de entregar tudo a Ele e crer que não nos dá um fardo maior e mais pesado do que podemos carregar. Jeremias afirma: “Deus é tudo o que tenho; por isso confio nele”. E ainda: “O SENHOR é bom para todos os que confiam nele” (vv. 24-25). Diante de dificuldades saiba: Você não parte do zero!Se você é uma pessoa de fé verdadeira (não apenas de aparência), pode ter certeza de que não parte do zero porque já tem uma história de relacionamento com Deus. Ele está contigo! Ao em vez de focar na dificuldade ou situação ruim, ao em vez de partir do zero ou da última derrota que teve, parta da última vitória que Deus lhe proporcionou a ter. Esse é o parâmetro!

Jeremias confiava em Deus acima de tudo, por isso testemunha diante de todo o cenário de dor e sofrimento: “Mas a esperança volta quando penso no seguinte: O amor do SENHOR Deus não se acaba, e a sua bondade não tem fim. Esse amor e essa bondade são novos todas as manhãs”. (vv.21-23) Se estes versículos afirmam que o amor e a bondade de Deus não se acabam e se renovam a cada manhã, então podemos ter certeza que a cada dia o amor de Deus nos envolve. Independentemente de qualquer situação, seja ela de dor, tristeza, decepção, sofrimento, medo, angústia, incerteza… A pessoa que tem fé verdadeira, está envolta pelo amor de Deus! Amém.
P. Marcio S. da Costa

Avisos: Neste domingo, culto presencial às 19h na Igreja da Ressurreição. Temos devocional Castelo Forte e Senhas Diárias à venda na secretaria. Adquira o seu, presenteie alguém! Participe de nossa Comunidade. Desde já seja bem-vindo/a!

Deixe seu comentário