Deus nos apresenta imagens bem definidas de seu amor e sua presença junto à humanidade. No ciclo do Calendário da Igreja estão representadas muitas delas. No Natal, por exemplo, se contrastam as imagens do nascimento de Filho de Deus, em meio à pobreza e simplicidade. Na Páscoa não é diferente: Deus nos apresenta imagens contrastantesao mesmo tempomarcantes.

Primeira imagem: a cruz, um escambo realizado por Deus! Escambo é uma prática muito antiga que significa a troca de mercadorias ou serviços sem o uso de moeda. Neste escambo realizado por Deus, Ele nos oferece um serviço muito precioso. A troca do que nós somos por natureza, ou seja, nosso pecado, por aquilo que Ele tem a nos oferecer, sua justiça. Lemos em 2Coríntios 5.21: “Em Cristo não havia pecado. Mas Deus colocou sobre Cristo a culpa dos nossos pecados para que nós, em união com ele, vivamos de acordo com a vontade de Deus”. A mensagem de Deus para nós a partir da imagem do Cristo crucificado é a seguinte: Deus fez a Cristo pecado por nós, à maneira do Servo Sofredor em Isaías 53, aquele que carrega sobre si o pecado de todos. Ele foi feito pelo Pai o Cordeiro que tira o pecado do mundo. Aqui está o coração do Evangelho: o Salvador sem pecado assumiu nossos pecados para que possamos ter a justiça de Deus. Isso é o que Martim Lutero chama de “troca alegre”. Cristo toma sobre si o que é nosso e nos dá o que é dEle. Esta troca não nos custou nada, mas custou muito a Deus, seu Filho amado. Aqui falamos da gratuidade da graça de Deus que não nos exige nenhum tipo de pagamento, penitência ou barganha. O perdão é gratuito!

Segunda imagem: a sepultura aberta e vazia, fonte de esperança e fé!A sepultura aberta e vazia é a imagem mais autêntica da ressurreição de Cristo, pois ela está desenhada e pintada pelo próprio Deus nos relatos dos Evangelhos. Aliás, ela supera a crença popular de que a cruz vazia simboliza a ressurreição. Cruz sempre foi um símbolo de padecimento e morte. Existiram muitas cruzes antes de Jesus e, depois dEle não foi diferente, muitas ainda foram usadas.Após Jesus ser retirado da cruz, a mesma ficou vazia, mas o Senhor permaneceu morto e sepultado. Os Evangelhos nos relatam a ressurreição, não a partir da cruz vazia (pois Jesus não ressuscitou dela), mas a partir da sepultura vazia. É dela que vem a boa notícia: “Por que vocês estão procurando entre os mortos quem está vivo? Ele não está mais aqui, mas foi ressuscitado.” (Lucas 24.5b-6a).Eis a nossa fonte de esperança e fé que alicerçadas na palavra de promessa: “Nós cremos que Jesus morreu e ressuscitou; e assim cremos também que, depois que Jesus vier, Deus o levará de volta e, junto com ele, levará os que morreram crendo nele.” (1Tessalonicenses 4.14), nos faz olhar para além da nossa sepultura, além da sepultura das pessoas queridas e amadas que hoje descansam no Senhor, além da morte que tanto nos amedronta.

Dentre o contraste há algo em comum:as duas imagens da mensagem da Páscoa contrastam muito entre si. A primeira nos evidencia a dor, o sofrimento a morte e as trevas. A segunda nos evidencia a alegria, a esperança e a ressurreição a partir da luz que ilumina a escuridão. Nos mostra que, para quem está em Cristo há uma transformação da realidade consequente do pecado, mas que pela fé é restaurada, oferta perdão, reconciliação e uma vida nova e eterna. Esta é a grande mensagem da Páscoa: Deus nos oferece gratuitamente a salvação por graça e fé!Mas há algo em comum que precisamos cuidar para não separar: as duas imagens idealizadas e apresentadas por Deus. Não há como somente pregar a ressurreição sem falar da cruz e vice versa. Uma complementa a outra e isso Jesus deixa bem claro ao se apresentar diante de Tomé. O Cristo ressurreto carrega junto a si as marcas da cruz, provando que a ressurreição não anula a cruz, pois é exatamente na cruz e pela cruz que Deus consome sua reconciliação com a humanidade.

Tanto na cruz como na ressurreição estão presentes o amor, o perdão e o cuidado de Deus por cada pessoa. Vivamos a cada dia a mensagem contida nas imagens contrastantes da Páscoa, entre a cruz e a ressurreição, pois nelas está revelado o amor de Deus.
P. Marcio S. da Costa

Avisos da semana:
Os cultos do Tríduo Pascal serão realizados todos online com transmissão pelo Facebook: Luterana Montenegro. Quinta-feira Santa às 19h30min / Sexta-feira Santa às 18h / Domingo da Ressurreição às 9h30min.Continuamos com arrecadação de alimentos não perecíveis e produtos de higiene pessoal e limpeza para atender famílias que carecem de apoio. Traga na secretaria sua doação, atualize seu telefone. Deus abençoe dádivas e doadores!

Deixe seu comentário