Lidar com a morte é a maior dor que as pessoas que ficam tem de enfrentar. Para muitas pessoas a morte é motivo de medo e desespero, pois esta é a única certeza que temos nesta vida. Como você enxerga a morte? Em primeiro lugar, precisamos entender a morte a partir dos princípios cristãos. No cristianismo a morte envolve toda a pessoa (corpo, alma e espírito) e pode ser entendida de duas formas: a morte temporal e a morte eterna.
A MORTE TEMPORAL: a morte é o limite desta vida. O fato de termos que morrer significa, em primeiro lugar, que somos mortais. Isso nos distingue de Deus que é imortal, ou seja, não envelhece e nem morre, conforme 1Tm 6.16.A morte temporal ou corporal não é a perda da vida natural, que ocorre da separação da alma e do corpo, porém, sem a aniquilação destes. Em João 5.28-29, Cristo nos diz que os corpos mortos, embora convertidos em pó, aguardam em suas sepulturas o dia da ressurreição.
A MORTE ETERNA: significa a perda da vida eterna com Deus como consequência de quem não teve fé em Cristo. Somente Cristo é o caminho verdadeiro para a vida. Embora a pessoa cristã esteja sujeita à morte temporal, apegada à Cristo por fé, ela não provará a morte eterna (Jo 3.16; 11.25-26; 14.6; Rm 8.36-39). A morte eterna é o resultado decretado às pessoas que não tem fé em Jesus Cristo, independente de participarem de uma igreja cristã ou se declarar cristã/o e ser batizada (Mc 8.36-38; 16.16; Apocalipse 20.14-15).
O que acontece conosco quando morremos?De acordo com 1Ts 4.13-15, como outras passagens bíblicas, a morte é comparada a um sono profundo, um sono sem sonho e sem noção de tempo, mesmo que muitos anos se passem. Por isso, cada vez que dormimos ensaiamos nossa morte e ao acordar ensaiamos nossa ressurreição. No Dicionário Aurélio, a palavra cemitério vem do grego koemetériun, ou “dormitório”, “lugar onde se enterram ou guardam os mortos” para o descanso.
Pode um morto se fazer presente, agir, dar conselhos, recados ou entrar em contato com pessoas vivas?Eclesiastes 9.5 nos responde: “Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco têm eles recompensa, mas a sua memória jaz no esquecimento. Até o seu amor, o seu ódio e a sua inveja já pereceram, e já não tem parte alguma neste século, em coisa alguma que se faz debaixo do sol”.
Aqui nos é ensinado com clareza que pelo fato dos mortos estarem dormindo, eles não sabem de coisa alguma, tampouco, veem, ouvem ou sentem alguma coisa. A melhor atitude que as pessoas cristãs devem ter é guardar as boas lembranças dos que hoje descansam no Senhor. Não deixemos que o tempo apague de nosso coração quem amamos, mas por amor à sua memória, deixemos que descansem em paz!
P. Marcio S. da Costa – Paróquia Evangélica de Montenegro – IECLB

Avisos da semana:
02.11-Finados, 8h, Culto no Cemitério Evangélico de Montenegro.
03.11-domingo, 19h30, Culto com Santa Ceia.
05.11-terça, 14h30, OASE, trabalhos Manuais – 17h, reunião diretoria da AOSE, no HM.
07.11-Quinta, 18h30-20h, Ensino Confirmatório 1º ano – 19h30, ensaio do Coral.
Hoje não haverá expediente na secretaria na parte da tarde.

Deixe seu comentário