Aprendendo a se colocar no lugar do próximo… “Façam aos outros o que querem que eles façam a vocês”. (Mt 7.12) Nas últimas três semanas refletimos no que a teologia luterana conhece por “Duplo Mandamento do Amor”. Nele Jesus ensina a amarmos a Deus com todo o nosso ser e ao nosso próximo como a nós mesmos. Aqui há três pessoas nesta ação: Deus, eu e o próximo. Eu reconheço o amor de Deus por mim ao ponto de amá-lo de coração grato. Ao me amar, sou chamado a estender este amor às demais pessoas. Na prática, é necessário começar exercitando o amor próprio e confiar no amor de Deus por nós, porque assim vai crescendo em nós a capacidade de ver, nas outras pessoas, criaturas que também são amadas por Deus. Somente assim poderemos respeitá-las como seres integrais, descobrir semelhanças e diferenças, percebê-las em suas alegrias e dores, ouvi-las e tentar entendê-las em sua real necessidade. Amar o próximo também significa estar sempre atento e aberto ao perdão de Deus, que abre novas possibilidades de vida em nós quando, por meio do pecado, fechamos espaços. Assim, o amor possibilita exercitar na prática o ato de pedir perdão e perdoar, desobstruindo assim os caminhos obstruídos pela maldade humana. Com a Regra de Ouro, Jesus nos ensina a nos colocar no lugar das demais pessoas. Se Ele espera que amemos ao próximo como a nós mesmos, então, antes que o orgulho, a vaidade, a preguiça, a raiva e o egoísmo me impeçam de ajudar alguém, eu sou chamado pelo Senhor a me colocar no lugar desta pessoa. Como eu gostaria de ser tratado ou ajudado se estivesse no lugar dela? Aqui está exatamente a forma como devemos agir! Ao me amar eu conseguirei então me despir de mim mesmo em prol da outra pessoa. A Regra de Ouro também pode ser entendida de sua forma contrária: “Não façam aos outros o que não querem que eles façam a vocês”. Ao nos colocarmos no lugar da outra pessoa a partir do amor próprio, saberemos como não gostamos de ser tratados, do que não gostamos que façam a nós, então não agiremos assim com ela. Eis a importância do amor próprio como medida utilizada por Jesus no Duplo Mandamento do Amor. A Regra de Ouro é uma importante ferramenta de reflexão para conseguirmos entender e praticar os Mandamentos do Senhor. Se não quero ser morto, roubado, traído, então não matarei, roubarei ou trairei. Se quero uma mão estendida, uma ajuda, um carinho, palavras de consolo, então estenderei a mão, ajudarei, darei carinho, consolarei, etc. Perceba como o ensino do Senhor é atual e perfeito. Se todas as pessoas o conhecesse e praticasse, o mundo seria outro! Reflita nisso! Busque uma nova postura a partir disso!
P. Marcio S. da Costa – Paróquia Evangélica de Montenegro – IECLB
Avisos da semana:
– Hoje, 29.11-19h-Comunhão e Discipulado nos bairros Centenário, Santo Antônio e Senai. – Sábado, 30.11, das 9h-9h45min–aulas de violino, das 9h45min-10h30min–aulas de violão, das 10h30min-11h40min- ensaio do Coral infantil.
– 1º Domingo de Advento, 01.12, 9h – Culto com Santa Ceia, 19h30min-Celebração Sinodal de Advento na Igreja Evangélica de Estância Velha.
– Terça, 03.12, 14h30min – OASE, encerramento da atividades no ano 2019 com confraternização em homenagem as aniversariantes do 2º semestre.
-Quinta, 05.12, 19h- Comunhão e Discipulado(Coordenadores), 19h30min – Ensaio do Coral Adulto.

Deixe seu comentário