Estimado/a leitor/a!
Durante este ano de 2020 traremos a você a “Série doutrina luterana”. Nela você leitor/a, conhecerá um pouco mais sobre nossa forma de crer, vivenciar, confessar e testemunhar a fé cristã. Neste ano estaremos estudando a Confissão de Augsburg (CA), um escrito confessional elaborado e apresentado em 1530 que, depois da Sagrada Escritura e ao lado do Catecismo Menor de Martim Lutero, o documento básico, através do qual expressamos nossa fé.
CONTINUAÇÃO: A Confissão de Augsburgo é um público testemunho de fé, que confessa do senhorio de Jesus Cristo. Seu conteúdo abrange ao todo 28 artigos que estão divididos em duas partes. Na primeira, deparamo-nos com Artigos de fé e de doutrina (artigos 1 ao 21). Eles se ocupam com três questões básicas:
a. Os artigos 1 ao 3 pretendem demonstrar a concordância com a doutrina da Igreja antiga a respeito de Deus, da origem do pecado e da cristologia;
b. Nos artigos 4 ao 6 e 18 ao 20 é apresentada a compreensão reformatória do Evangelho: justificação, ministério da pregação, nova obediência, livre arbítrio e origem do pecado, fé e boas obras;
c. Nos artigos 9 ao 15 deparamo-nos com problemas relativos à Igreja: conceito de Igreja, sacramentos (note-se que aqui a confissão e o arrependimento estão incluídos entre os sacramentos, sem, no entanto, serem declarados como tais), ordem e ritos eclesiásticos.
Além dessas três questões básicas, encontramos ainda três questões específicas: autoridades civis (16), segunda vinda de Cristo para juízo (17), culto aos santos (21).
Na segunda parte, artigos 22 ao 28, deparamo-nos com artigos sobre que se há divergência e em que se trata dos abusos que foram corrigidos: das duas espécies do sacramento, do matrimônio dos sacerdotes, da missa, da confissão, da distinção de alimentos, dos votos monásticos, do poder eclesiástico. No final, são abordados, sumariamente, temas como indulgências, peregrinações, excomunhão, etc.
Esperamos que no decorrer deste ano, possamos refletir juntos, à luz da Palavra de Deus, artigos que caracterizam a fé e a espiritualidade cristã luterana. São artigos escritos e defendidos a quase 500 anos. Existe quem possa dizer: “Já estão desatualizados”, no entanto, cada artigo é amparado na Palavra de Deus, e, portanto, continuam atuais, pois Jesus mesmo afirma: “Passará o céu e a terra, porém as minhas palavras não passarão” (Mateus 24.35).

P. Marcio S. da Costa

Avisos da semana:
– Domingo, 19.01, às 19h – Culto com Bênção aos Aniversariantes do Mês.
– Inscrições do Ensino Confirmatório para nascidos no ano de 2008, pais ou responsáveis devem procurar a secretaria da Comunidade até o dia 08.02.2020.

Deixe seu comentário