O desejo é como um acelerador no ser humano. Mas quem dirige sabe que tão importante quanto sair do lugar é ter a capacidade de parar. Seja no trânsito ou nos movimentos da vida, o excesso pode matar. Enquanto a preguiça impede o trabalho, a cobiça pode levar a pessoa a trabalhar demais. Não é à toa que Deus mesmo instituiu um dia para o descanso.
Uma passagem bíblica nos ensina: “Há um homem que é só, não tendo parente; não tem filho nem irmão e, contudo, de todo o seu trabalho não há fim, nem os seus olhos se fartam de riquezas” (Ec 4.8). Ou seja, nem mesmo a riqueza alcançada serve como limite para a cobiça. São muitos os exemplos de pessoas que realizaram golpes para conseguir mais dinheiro e poder. Configura-se então uma situação de avareza, avidez, ânsia por maiores lucros. Isto faz parte do ser humano, por isso o Senhor exorta: “Quem ama o dinheiro não se fartará de dinheiro; nem o que ama a riqueza se fartará do ganho; também isso é vaidade”. (Ec 5.10).
Conheço casos, e certamente você leitor/a também deve conhecer, em que a pessoa ambiciosa aproveita menos os seus bens do que a pessoa menos favorecida que pouco possui. Por outro lado, nem todas as pessoas alcançam o que cobiçam e, nesse caso, vivem na ansiedade por não possuírem, quando deveriam viver no contentamento ensinado pela palavra de Deus. “Tendo, porém, alimento e vestuário, estejamos com isso contentes” (1Tm 6.8).
Mas existe um problema ainda mais grave na cobiça: ela é contrária ao amor! Preocupa-se apenas em atender ao egoísmo, não deixando nada de auxílio ao próximo. (Rm 13.9). Se o amor é a essência do fruto do Espírito (Gl 5.22), o egoísmo é a essência das obras da carne (Gl 5.19-21). Aliás, a cobiça é a raiz de todas as obras da carne relacionadas pelo apóstolo Paulo (Gl.5.16).
Enquanto a cobiça favorece conquistas materiais, perdem-se valores morais e espirituais. Outros efeitos da cobiça são: perturbação (Pv 15.27), sofrimento (Pv 28.22), contenda (Pv 28.25), violência (Mq 2.2), apostasia (1Tm 6.10), dores (1Tm 6.10) e morte prematura (Pv 1.19). A cobiça tem sido durante séculos, desde os tempos bíblicos do Antigo Testamento, até os dias de hoje, como um grande mal para as pessoas. Isso é destacado em Tg 1.14-15: “Cada um, porém, é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência; então a concupiscência, havendo concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte”.Pense nisso, reflita nisso!
P. Marcio S. da Costa – Paróquia Evangélica de Montenegro – IECLB
Avisos da semana:
– Sábado, dia 19.10, das 9h-9h45–aulas de violino, das 9h45-10h30–aulas de violão, das 10h30–11h40–ensaio do Coral infantil;
– Domingo, 20.10, 19h30–Culto com benção aos aniversariantes do mês.
– Terça, 22.10, Dia da OASE, Núcleo Vale do Caí, em Linha Pinheiro Machado.
– Quarta, dia 23.10, 19h–Encontro da LELUT.
– Quinta, 24.10, 18h30-20h–Ensino Confirmatório do 2º ano, 19h reunião do Conselho do CSP, 19h30-Ensaio do Coral.
-Sexta, dia 25.10, 19h30-Encontro de adolescentes.
Convite: Dia 27.10, Domingo Festivo Paroquial- 9h-Culto, seguido de um delicioso almoço. Cartões para o almoço já estão à disposição na secretaria e com os integrantes dos departamentos. Venha Participar!
– Já estamos aceitando encomendas de camisetas do Dia Sinodal da Igreja 2020, interessados entrem em contato com a secretaria (temos amostras).
– Já temos os devocionários Castelo Forte e Senhas Diárias 2020, adquira o seu junto a secretaria da Comunidade.

Deixe seu comentário