Bom dia a todos os amigos e leitores do Jornal Ibiá. Hoje vamos falar sobre uma grande preocupação atual, que é a produção de vitamina D no nosso organismo.
A produção de vitamina D no organismo se dá pela exposição ao sol, melhorando quando associada ao exercício físico. É recomendado garantir uma exposição ao sol de, no mínimo, 15 minutos por dia, sem uso do protetor solar, para estimular a produção deste nutriente. A ingestão de peixes e frutos do mar e gema do ovo também auxilia na produção da vitamina D.
Devido à correria do dia-a-dia e à falta de tempo, esse hábito se torna cada vez mais difícil para nós, mulheres, pois o cuidado com o horário de exposição ao sol é muito importante. Deve ser até as 10h e a partir das 16h. Isso devido a, nos outros horários, ser necessário o uso de protetores solares, resultando em uma menor produção da vitamina D.
Essa deficiência de vitamina D eleva em aproxima-damente quatro vezes as chances de quedas, fraturas ósseas, sintomas depressivos, câncer de cólon, problemas de memória e raciocínio e a tão temível osteoporose, fraqueza muscular e artrite reumatóide.
Para aquelas pessoas que não conseguem a exposição ao sol e a ingestão de alimentos ricos em vitamina D, tem-se como uma alternativa saudável o uso da Vitamina D em cápsulas, para auxiliar, melhorar e manter a Vitamina D no nosso corpo.
Estejamos atentas para esta vitamina tão importante ao nosso organismo. Faça exames regularmente e converse com seu médico de confiança.
Aqui fica a dica da Dose Certa: vitamina D ajuda na absorção do cálcio e é essencial para manter os ossos saudáveis. Tenha esta preocupação com a sua saúde.
Um grande abraço e até a próxima semana.
Cintia Kirch.

Compartilhar

Deixe seu comentário