Ao sorrir, movimentamos os músculos da face, do pescoço e do coração. Devolvemos no brilho do olhar o que temos de bom dentro de nós, entregando ao outro conforto, paz, alegria e carinho… e todos temos algo de bom dentro de nós…

Invariavelmente, atribuímos o sorriso à espontaneidade com que enfrentamos a vida, deixando que surja nos momentos felizes, sinceros e puros. Todavia, nos esquecemos de que, se o sorriso devolve ao outro o amor que carregamos dentro, ao deixá-lo como movimento espontâneo, deixamos de provocar no mundo a mudança que buscamos.

Precisamos sorrir por nós, mas, acima de qualquer coisa, pelo outro…
Sim, é muito difícil sorrir nos momentos em que a tristeza é grande, ou a dor insuportável. Mas é preciso… o outro depende disso… depende do olhar calmo e confortante, do suave sorriso na face para sentir conforto em sua própria dor. Isso nos faz guerreiros… isso nos diferencia.

Precisamos, nesses momentos de dor, deixar as lágrimas lavarem a alma, mas buscar razões para sorrir, no aconchego da família, na idiotice dos sábios, na música alegre, na piada mal contada… é uma luta diária, é uma luta de minuto, que define muito de como terminará a batalha…

Se o sorriso surge, mesmo que como um rabisco na face cansada, é o suficiente para o outro… se a alma da gente não encontra forças para isso… não tem problema, vamos nos recompor, vamos buscar a paz interna, vamos buscar nossas crenças e nossa fé e, então, na paz que encontrarmos no espirito e no Deus dentro de nós, encontraremos ali forças para sorrir. E por mais que seja difícil, sorriremos…

O outro, muitas vezes, depende disso. E somente disso. Do sorriso confortante que por vezes compartilhou conosco. Da vivacidade com que enfrentamos juntos as dificuldades. Das desavenças e das discordâncias de opinião…
De nosso real, sincero e tranquilo sorriso…

Se for gargalhada, é claro que é melhor. Se for daqueles que emitem sons estranhos, não tem problema. Se for silencioso, com os olhos… não tem qualquer problema.

Apenas, vamos sorrir e devolver ao mundo o amor que temos dentro de nós… e devolver ao outro a certeza de que tudo está bem, seguindo seu propósito, seguindo seu destino…
De que tudo está no bom caminho…
Vamos sorrir…

Deixe seu comentário