A.G. Olyver
Escritor

Hoje estou a mais de 2 mil quilômetros de Montenegro, do ladinho de Cuiabá, no Mato Grosso. Nessa viagem de férias, enquanto conversava com um irmão de ofício, por assim dizer, surgiu a questão: “Se você sumisse hoje, a sua comunidade perceberia? Você faria falta?”. Em um primeiro momento, se você pensar e responder que não, pode ir por dois caminhos: o primeiro é o egoísta, pensando que a comunidade não lhe dá valor, não se importa com você; o segundo é o correto, pensando que você não está sendo útil o suficiente para essa comunidade ao ponto de ser sentida a sua falta quando você partir.
O que você tem feito hoje voltado à sua comunidade? O que você tem feito hoje que não é exclusivamente para melhorar a sua própria vida e, talvez, das pessoas da sua família? É muito fácil se indignar vendo a pobreza no continente africano, ou mesmo na Venezuela, onde uma cesta básica está custando 3 salários mínimos e as pessoas estão comendo lixo na rua; mas você se indigna com aquele mendigo na praça da sua cidade que passa fome? Ou você só o julga, colocando-o em uma posição de culpado de sua própria tragédia e, por isso, merecendo estar daquela forma?
É muito comum classificar e julgar as pessoas em posições de risco, colocando-as em um lugar distante de você para que não sinta a obrigação de ajudá-las. É muito comum, mas muito errado. Você, como ser humano, precisa olhar para outro ser humano e ver nele seu irmão. Uma vida que, internamente, só quer o mesmo que você: ser amado, sentir que as pessoas se importam com você, ter uma vida decente e ser feliz. É só isso que importa, de fato, para qualquer ser humano. E isso é privado de grande parte da população, inclusive muito próximo a você.
Faça a diferença na sua família, faça a diferença na sua rua, no seu bairro, na sua comunidade. Uma vida que você ajuda dará sequência, como um efeito dominó. Você precisa ser o exemplo e você precisa fazer tanto para que, quando partir, todos sintam verdadeiramente o impacto da sua falta. Esse amor pelo ser humano só traz frutos positivos e sua vida melhorará muito. Seja um exemplo, seja humano.

Deixe seu comentário