A.G. Olyver
Escritor

Algumas edições atrás, comentei como uma pessoa preparada financeiramente, com alguma educação financeira, poderia passar por esse momento de crise com muito mais tranquilidade. Pessoas me perguntaram como poderiam iniciar essa jornada de aprendizado e, já que eu disse na última vez que o princípio era simples, permiti-me passar aqui uma fórmula básica para aqueles que quiserem iniciar nos estudos dessa educação e, mais que isso, já dar o primeiro passo em direção à tranquilidade financeira.

Tudo começa com o básico 50-30-20. Isto é, os 100% de seus rendimentos do mês, sejam eles provenientes do que for, precisam ser divididos em 50% para contas, 30% para gastos pessoais e 20% para investimento. A essa altura, talvez você esteja pensando: não consigo pagar minhas contas só com 50% dos meus rendimentos. Você pode então utilizar os outros 30% dos gastos pessoais para cobrir o excedente dessas contas.

O sacrifício dos gastos pessoais é seu. O importante é que você não deve tocar nos 20% do investimento. Agora se, ainda assim, você não consegue viver com 80% dos seus rendimentos, então eu digo: se você não consegue viver com 80% dos seus rendimentos, você está vivendo uma vida que não é sua. Pode parecer difícil em um primeiro momento viver com 80% do que você ganha no mês, mas é dando um passo para trás nos gastos que se dão saltos para frente nas finanças.

Viva um degrau abaixo por algum tempo, para poder viver andares acima pelo resto da vida. Nada é fácil. É simples, mas não fácil. Tudo depende do quanto você quer ser financeiramente estabilizado e livre. Pode parecer difícil para você porque, talvez, você só não queira o suficiente.

O importante é que 50% é para as contas fixas e gastos essenciais, 30% é para seus gastos supérfluos, isto é, coisas de que você não depende para viver e, por último, 20% para investir em alguma plataforma de investimentos. Existem diversas, como a Rico, XP Investimentos, Modal Mais, entre tantas outras. Todas essas plataformas são extensamente trabalhadas em diversos canais de investimento nas redes sociais. É só buscar e estudar. Tudo grátis. De início, mesmo que você queira começar deixando esses 20% na poupança, verá que será um bom primeiro passo; mas não deixe de aprender sobre as plataformas de investimento.

Para algumas famílias, viver com 80% da renda pode ser realmente muito pouco; até impossível, visto que recebem pouco ou quase nada. Nesses casos, o indicado é primeiro aprender a aumentar a renda da família. Se quiserem, podemos falar disso nas próximas edições! Eduque-se, invista, seja livre.

Deixe seu comentário