De acordo com a Secretaria de Saúde, o município está abastecido de vacinas dentro da expectativa

O frio chegou e, com ele, os cuidados com a saúde devem ser reforçados. Esta semana, o Ministério da Saúde deu início à Campanha de Vacinação contra a gripe em todo o País. A Influenza é uma infecção viral respiratória aguda e altamente contagiosa, sendo mais grave do que um resfriado comum, podendo levar a sérias complicações médicas. A doença pode afetar qualquer pessoa, independente da idade, sendo facilmente transmitida através da tosse, espirro e contato próximo com uma pessoa ou superfície contaminada. Dentro dessa realidade, a vacinação ainda é a forma de prevenção mais efetiva contra o problema.

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), a ocorrência de casos da influenza pode variar de leve a grave e até levar a óbito. Nessas situações, a hospitalização e o óbito podem ocorrer principalmente entre os grupos de alto risco, onde se encontram as crianças menores de seis anos, gestantes, portadores de doenças crônicas e idosos. Em todo o mundo, estima-se que epidemias anuais resultem em cerca de 3 a 5 milhões de casos de doença grave e cerca de 290 mil a 650 mil óbitos.

Segundo dados do Ministério da Saúde, até março deste ano já foram notificados 232 casos de influenza e a morte de 50 pessoas no País. Para a enfermeira Nicole Ternes, responsável pelo Setor de Imunizações da Secretaria Municipal de Saúde de Montenegro, a entidade vem registrando uma queda na procura pela vacina. “Essa realidade não é exclusiva do nosso município, mas de todo o Brasil”, enfatiza a enfermeira. “A população se manteve vacinada por um bom tempo e o número de óbitos caiu, dessa forma, eu acredito que as pessoas acabaram se descuidando mais, no entanto, a vacina ainda é o meio mais eficaz de prevenção para a Influenza”, completa.

Conforme a enfermeira, a meta deste ano é imunizar 90% das pessoas que se encaixam nos grupos de risco. “É importante ressaltar a logística de distribuição das vacinas feita pelo Ministério, já que recebemos nosso quantitativo através de lotes, como aconteceu ano passado”, comenta a Nicole, acrescentando que ainda não foi repassada a quantidade total que Montenegro irá receber.

“No ano passado, recebemos as vacinas em seis lotes, então pode acontecer de ficarmos desabastecidos por um curto período, já que dependemos do Ministério, que libera para o Estado e, só depois, encaminha para os municípios. No entanto, até o momento, a cidade está bem abastecida dentro das expectativas e sempre que houver algum atraso, iremos informar à população”, enfatiza Nicole.

No primeiro período da campanha, de 10 a 18 de abril, serão mobilizados os grupos prioritários de crianças menores de seis anos e gestantes para a vacinação contra influenza. Na ocasião, também ocorrerá a atualização da Caderneta de Vacinação com a oferta das demais vacinas do Calendário Nacional de Vacinação. A partir de 22 de abril até dia 31 de maio, a vacinação contra Influenza ocorrerá com a mobilização de todos os grupos prioritários em todo o País.

Com o objetivo de ampliar o acesso à vacinação dos grupos mais vulneráveis, ocorrerá no próximo dia 4 de maio a Mobilização Nacional Contra a Gripe. Nessa data, além das unidades de vacinação que estarão funcionando durante toda a campanha, o município também irá contar com a ESF 2, no bairro Esperança e a ESF 4, no bairro Santo Antônio.

Quais são os grupos prioritários a serem vacinados de acordo com o Ministério da Saúde
– Crianças de 6 meses a menores de seis anos;
– Gestantes;
– Puérperas (até 45 dias após o parto);
– Trabalhadores de saúde;
– Povos indígenas;
– Indivíduos com 60 anos ou mais de idade;
– População privada de liberdade;
– Funcionários do sistema prisional;
– Professores da rede pública e privada;
– Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis;
– Pessoas portadoras de outras condições clínicas especiais (doença respiratória crônica, doença cardíaca crônica, doença renal crônica, doença hepática crônica, doença neurológica crônica, diabetes, imunossupressão, obesos, transplantados e portadores de trissomias).

Documentos necessários
– Cartão de vacinação;
– Documento de identificação.

Pessoas com doenças crônicas ou outras condições clínicas especiais
– Apresentar, também, prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina;
– Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do SUS deverão se dirigir aos postos em que estão registrados para receberem a dose, sem necessidade de prescrição médica.

Segundo dados do Ministério da Saúde, até março deste ano, já foram notificados 232 casos de Influenza e a morte de 50 pessoas no País

Profissionais do público-prioritário:
– Professores: contracheque ou documentos que comprovem o vinculo com a instituição de ensino.

Onde se vacinar em Montenegro?
Local: ESF 1 Germano Henke
Horário: das 8h30 às 11h e 13h às 16h

Local: ESF 3 Industrial
Horário: das 8h30 às 11h30min e 13h30min às 16h30min

Local: Secretaria Municipal de Saúde-SMS Adulto
Horário: das 8h às 17h

Local: UBS Centro
Horário: das 8h às 17

Local: Secretaria Municipal de Saúde- SMSPediatria
Horário: das 7h30min às 18h

Como o vírus da gripe (influenza) é transmitido?
– Contato direto com o muco produzido pelo doente;
– Inalação das gotículas emitidas quando a pessoa espirra ou tosse;
– Contato com superfícies que tiveram contato com o muco ou gotículas infectadas.

Quais são os sintomas?

– Calafrios;
– Mal-estar;
– Cefaleia;
– Mialgia;
– Dor de garganta;
– Dor nas juntas;
– Prostração;
– Secreção nasal excessiva;
– Tosse seca.

Como prevenir a gripe
– Tomar a vacina é o método mais eficaz de evitar a gripe;
– Lavar as mãos com sabão;
– Evitar levar as mãos ao olhos, nariz e à boca;
– Cobrir a boca quando for tossir ou espirar.

Deixe seu comentário