Áreas de Oncologia, Mastologia, Cirurgia Plástica, Diagnóstico por Imagem, Serviço de Nutrição e Dietética, Fisioterapia e Reabilitação integram o Unimama

A fim de centralizar o atendimento de pacientes com câncer de mama, o Hospital Unimed Vale do Caí (HUVC) está lançando o projeto Unimama. A novidade visa oferecer aos pacientes acometidos pelo câncer de mama um atendimento multidisciplinar e integrado entre as áreas de Oncologia, Mastologia, Cirurgia Plástica, Diagnóstico por Imagem, Serviço de Nutrição e Dietética, e Fisioterapia e Reabilitação. O foco está na prevenção, diagnóstico e plano de tratamento individualizado, possibilitando recursos para a reabilitação física e emocional de cada paciente até o seu retorno à rotina profissional e pessoal.

Tiago Borges, Túlio Farret e Antônio Menin da Silva, parte da equipe
de especialistas do Unimama, novo projeto desenvolvido pela Unimed Vale do Caí

O acompanhamento de uma mulher com câncer de mama passa por várias especialidades, que juntas prestam o melhor atendimento à mulher em tratamento. A primeira etapa é realizada em consulta com um mastologista, responsável por fazer o diagnóstico junto com o setor de diagnóstico por imagem. Com esta etapa realizada, o mastologista e o oncologista definem a melhor forma de tratamento, normalmente entre a quimioterapia, cirurgia ou ambas. Se a escolha for cirúrgica, há a definição do tipo de cirurgia e o processo de reconstrução mamária que pode ser realizada imediatamente após a mastectomia, ou depois da cirurgia de retirada da mama. Se a escolha for pela quimioterapia, o oncologista vai definir, de acordo com a agressividade do câncer, quantas sessões de quimioterapia serão necessárias. O oncologista acompanhará o paciente desde o diagnóstico até a conclusão do tratamento.

Em Montenegro, a paciente com câncer de mama que precisa de atendimento passa por um serviço descentralizado de diferentes especialidades, o que traz uma dificuldade para a própria paciente. Com o Unimama, será necessário ir a apenas um local para consultar com os médicos e fazer os exames de imagem e a quimioterapia. A radiologia, entretanto, ainda é feita em São Leopoldo ou Porto Alegre.

Cirurgia de retirada da mama é um dos procedimentos feitos no Hospital Unimed. Foto: Reprodução internet

De acordo com o mastologista Túlio Farret, um dos especialistas do projeto, a ideia é reforçar a disponibilidade de serviços que o HUVC já ofertava. “Resolvemos transformar isso em um serviço centralizado e operando formalmente, visto que a gente já fazia um serviço de alta qualidade. Queremos unir e centralizar todas as especialidades e qualificar a comunicação entre os profissionais que atenderão as pacientes.”

Como as decisões dos tratamentos não ocorrem de forma isolada, a boa comunicação entre especialistas é importante. “Com esse novo serviço, os problemas dos pacientes podem ser resolvidos no Hospital. O acompanhamento vai ser mais fácil.” afirma Antônio Cesar Menin da Silva, cirurgião plástico.

Além disso, a sensação de receptividade é importante, principalmente para uma paciente fragilizada pelo tratamento. Para o também cirurgião plástico Tiago de Alencar Borges, a unificação ajuda o acolhimento da paciente com câncer de mama. “A paciente acaba se sentindo acolhida. Ela sabe que não vai ter que procurar outro profissional, porque todos os especialistas estarão ali no mesmo lugar que ela.”

Deixe seu comentário