Amplamente difundida pelo mundo, a meditação pode ser praticada por qualquer pessoa e oferece diversos benefícios, entre eles, o aumento da capacidade de concentração. Foto: reprodução internet

Muito tem se falado nos efeitos benéficos da meditação, uma prática milenar que tem seus primeiros registros associados a um contexto religioso, mas que sofreu transformações ao longo do tempo. Na sociedade contemporânea, a correria, cobranças e pressões de rotinas cada vez mais tumultuadas têm refletido na busca por alternativas que ofereçam equilíbrio à mente e, consequentemente, ao corpo. Foi pensando nisso, que foi marcado para o dia 11 de março, em Montenegro, a palestra de Prática de Meditação para Iniciantes com o tema “meditação guiada”, ministrado pelo instrutor e monge Assis Vieira.

Hoje em dia, os efeitos dessa prática no organismo e no comportamento humano têm sido muito estudados. Para alguns autores, ela é uma espécie de “treino da atenção plena à consciência do momento presente”. Estudos também consideram que, na meditação, “a interpretação dos fatos é mais importante do que os fatos em si”. Assim, a prática tem contribuído de forma significativa para a evolução e desenvolvimento em diversos âmbitos da vida dos praticantes.

“Para entender o que é meditação, primeiro precisamos compreender que a nossa mente é livre por natureza, por isso, tentar esvaziá-la é um erro, como grande parte das pessoas compreende por essa prática. Na verdade, o objetivo é disciplinar os pensamentos para que eles não viajem de forma desordenada trazendo prejuízo à saúde, assim, o foco consiste em estar atento ao momento presente”, explica o monge.

Amplamente difundida pelo mundo, a meditação pode ser praticada por pessoas de qualquer religião, seja mulher, homem, adolescente, 3ª idade, grávidas, magro, obeso, hipertensos, quem trabalha fora, trabalha em casa, estudantes, entre outros, sem contra-indicação.

“Os benefícios independem da idade, qualquer pessoa que busca focar a mente no momento presente deve conhecer essa prática, algo difícil nessa sociedade de consumo desenfreado que tem causado tanto sofrimento devido ao apego e desejo”, ressalta o instrutor de meditação. “Primeiro você deseja muito algo por conta de uma necessidade que talvez tenha criado, depois que consegue, surge o apego por isso e dessa forma alimenta um ciclo perigoso, que muitas vezes nos leva a viver no automático em busca de uma falsa felicidade.”

Assis Vieira, em registro de sua viagem ao Nepal, local onde teve o que considera uma das maiores experiências com o budismo. Foto: arquivo pessoal

Com 20 anos seguindo o budismo, algumas viagens realizadas, entre elas para o Nepal, na Ásia (terra natal da religião) e muitas leituras e experiências, o monge conta que a ideia da palestra surgiu a partir de observações. “Quanto mais estudo, mais percebo que sei pouco, no entanto, o pouco que sei precisa ser compartilhado para que faça sentido, e já que algumas pessoas vêm buscando essa prática na cidade, decide iniciar esse projeto”, disse o instrutor.

A palestra inicial faz parte de um projeto que será ampliado para as segundas, quartas e sextas-feiras. Nessa primeira etapa o evento será dividido em quatro momentos: experiência em Nepal, benefícios da meditação com base na ciência, perguntas e respostas e meditação. O evento não tem custos, apenas com colaborações espontâneas que serão destinadas para entidades filantrópicas do município.

Os benefícios são diversos e imediatos
Quem pratica regularmente, já conhece muito bem os benefícios da meditação, mas para muitos esse é um exercício desconhecido ou que não faz parte da rotina. Os resultados são diversos e imediatos. Para além de um mergulho profundo em si mesmo e uma percepção mais holística da vida, é possível obter:
-Redução dos níveis de estresse;
-Aumento da capacidade de concentração;
-Aumento da capacidade de memorização;
-Desenvolvimento do raciocínio lógico-matemático;
-Desenvolvimento da criatividade;
-Redução significativa da violência;
-Equilíbrio do campo emocional;
-Redução da dor crônica;
-Redução da ansiedade generalizada;
-Aumento da imunidade.

Quando: 11 de março
Onde: Clínica Monaretto, na rua Capitão Porfírio, 2067.
Valor: grátis
Horário: 19h

Deixe seu comentário