Note a pequena espessura da lâmina de porcelana que recobre os dentes. Foto: reprodução internet

Tem coisa melhor do que se sentir bem com o próprio sorriso? Além de aproximar as pessoas, é importantíssimo para a elevação da autoestima. Um belo sorriso atrai olhares por todos os lugares além de, claro, trazer conforto. Porém, esse sentimento pode ser reprimido por falta de estética nos dentes. Muitas pessoas sofrem com esse problema nos dias atuais, mas há solução. Quem se sente descontente com o formato, tamanho e até mesmo a cor dos dentes pode ser beneficiado com o uso das lentes de contato dentais. Você sabe como funcionam?

Ahron Ramalho de Oliveira, cirurgião dentista e especialista em prótese dentária, explica tudo sobre essa tecnologia, que tem sido cada vez mais procurada como solução para diversas pessoas e situações. As lentes são lâminas de porcelana muito finas, entre 0,3 a 0,5mm de espessura que são cimentadas ou coladas nas superfícies dos dentes. “Com isso, mascaram imperfeições, corrigem forma e tamanho, melhoram a cor e alinham corretamente os dentes, criando assim uma harmonia no sorriso”, pontua Oliveira.

É visível a mudança no formato, tamanho, cor e alinhamento dos dentes. Tratamento melhora autoestima. Foto: implantecodontologia

Confecção das lentes
O especialista explica que, para a confecção das lentes, geralmente é necessário um desgaste pequeno dos dentes, mas há casos em que a ação é dispensável. Oliveira salienta que, devido ao fato da cerâmica ser muito fina, a cor do dente natural influencia na coloração final da lente. Por isso, muitas vezes é realizado um clareamento dentário antes de iniciar o tratamento.

Por outro lado, apesar de finas, as lentes possuem uma alta resistência e durabilidade. Além de beleza, proporcionam proteção. “O material usado para sua cimentação faz com que essa lâmina espessa de porcelana tenha uma união muito forte com a estrutura dentária, conferindo uma proteção adicional à mesma”, afirma o especialista montenegrino.

Quando a aplicação é aconselhada?

Ahron pontua que uma análise minuciosa dos dentes deve ser realizada pelo dentista para conferir se há indicação do uso das lentes. Sim, há casos onde o uso não é aconselhado. “Por exemplo, em dentes muito restaurados e frágeis, com alteração acentuada de cor, onde o clareamento não consegue surtir o efeito desejado; bruxismo não tratado e dentes severamente apinhados”, destaca.

Para estes casos, existem outras soluções. “O fato é que, sendo bem avaliado, o tratamento com lentes de contato dentais é uma excelente forma de realizar mudanças positivas na sua estética, trazendo uma maior autoconfiança no momento de sorrir”, ressalta o cirurgião.

Longevidade das lentes é associada aos cuidados
A longevidade das lentes de contato dentais está muito relacionada à manutenção da higiene dos dentes. Ahron destaca que hábitos como escovar os dentes com cuidado após as refeições, usar fio dental, tratar hábitos danosos aos dentes (como bruxismo, roer unhas e morder objetos) e consultar com o dentista periodicamente vão fazer com que o tratamento com lentes tenha uma duração muito grande.

Diferença: na imagem, o processo foi concluído na metade da arcada dentária. Foto: Helen Daniel

Contato para avaliação
– Caso haja maior interesse sobre o assunto, Ahron se coloca à disposição para sanar eventuais dúvidas, assim como, para realizar sua avaliação. Em Montenegro, o consultório se localiza na rua Ramiro Barcelos, 1389.
– Os interessados podem entrar em contato também através dos números 3057-2590 ou 99988-6985.
– Já em Maratá, a clínica fica na avenida Padre Bernardo Rech, 171, e os contatos podem ser feitos pelos números 99988-6984 ou 99988-6966.

Foto: SCHUTTERSTOCK

Deixe seu comentário