Fotos: Lucy Mizael

Mesmo com a orientação das autoridades em saúde para evitar o contato social e combater o avanço do coronavírus, ainda é necessário realizar algumas atividades na rua. A ida ao supermercado para comprar alimentos é uma dessas ações indispensáveis, mas há cuidados que podem ser tomados para evitar a contaminação, como a higienização de frutas, legumes, verduras e embalagens de produtos.

Para economizar o álcool gel, a nutricionista do Sesc Lajeado, Juliette Carvalho, mostra outras alternativas para limpar embalagens plásticas e alimentos. A coordenadora de nutrição do Sesc/RS Cláudia Rodrigues também nos auxilia nessa questão.

Higienização de compras
Nesse caso, a água sanitária pode ser utilizada, diluída uma colher de sopa em um litro de água, ou água e sabão. Separe uma esponja para utilizar apenas na limpeza das embalagens. Depois lave-as em água corrente para tirar o excesso.

Não se esqueça de, antes de tudo,
lavar bem os alimentos retirando a sujeira

Alimentos
A mistura de água potável e água sanitária também é a melhor opção para higienizar frutas, verduras e legumes em casa. As frutas e legumes mais resistentes, como maçã, laranja, melão, banana, batata e cenoura, por exemplo, devem ser retiradas das embalagens do mercado e armazenadas em fruteiras. Já as verduras mais sensíveis ao calor, especialmente as folhosas, como alface e rúcula, ou até mesmo aqueles alimentos que já estiverem mais maduros, devem ser armazenados na geladeira, mas antes devem ter suas embalagens originais substituídas por potes ou saquinhos plásticos próprios para guardar alimentos.

Ao fim da higienização seque os alimentos, assim, não estragarão rapidamente

Cuidados
A higienização (com água corrente) e desinfecção (com a solução clorada) devem ocorrer apenas antes do consumo, para não gerar um ambiente úmido que favoreça a multiplicação de bactérias e evitar que os alimentos estraguem mais rapidamente.
Os alimentos que terão a casca desprezada deverão ser lavados primeiramente em água corrente e a solução com cloro poderá ser passada com uma bucha ou escova.  Depois, é só enxaguar com água corrente novamente e secá-los com papel toalha antes de consumir.

Já os alimentos que serão consumidos com casca ou os que não possuem casca, devem ser lavados criteriosamente, um a um, inicialmente em água corrente e depois imersos em solução clorada por 15 minutos, para depois serem novamente enxaguados em água corrente, retirando resíduos do cloro.

Deixe seu comentário