300 mil litros de produtos irregulares foram retirados do mercado. FOTO: banco de imagens

Mais uma vez a maior parte dos azeites de oliva comercializados no Brasil foram reprovadas pelo Ministério da Agricultura, dessa vez durante a Operação Isis. Em nota, o ministério informou que cerca de 300 mil litros de produtos irregulares foram retirados do mercado. Eles também retiraram de comercialização outros 400 mil litros de produtos classificados como temperos, mas que utilizavam rótulos de azeite de oliva.

Para a análise, foram solicitadas a comprovação de compra da matéria-prima e a nota fiscal de saída do produto. O ministério constatou que muitas empresas não apresentaram fundamentos para vender azeite de boa qualidade. A fiscalização analisou 107 marcas de 65 empresas, divididas em dois grupos.

No primeiro, 39 empresas tiveram 108 lotes de amostras aprovados. Já no segundo grupo, 26 empresas tiveram 160 lotes reprovados. A fraude mais recorrente é a mistura do azeite de oliva com outros tipos de óleos. As empresas com lotes reprovados por fraude foram punidas com autuação e multa com valor mínimo de R$ 5 mil, acrescido de 400% sobre o valor da mercadoria. A ação do Ministério da Agricultura segue até dezembro.

O Brasil é o segundo maior importador mundial do azeite de oliva, atrás apenas dos Estados Unidos. Em 2017 foram importados 60 mil toneladas do óleo. As duas principais irregularidades são a mistura do azeite de oliva com outros óleos e o uso de rótulos pouco claros para enganar o consumidor. Para que o produto seja considerado azeite de oliva “virgem” ou “extravirgem”, não é permitida a presença de óleos vegetais refinados, outros ingredientes, aromas ou sabores de qualquer natureza.

Tiveram lotes reprovados:
Aldeia da Serra, Andaluzia, Anna, Barcelona, Casablanca, Castelo Real, Chef Ávilo Clássico, Conde de Torres, Do Chefe, Dom Cabral, Dom Gameiro, Donana Premium, Don Léon, Faisão Real, Faisão Real Gourmet, Fátima, Figueira da Foz, Imperatore, Lisboa, Lisboa Premium, Lisboa Tipo Único, Malaguenza, Mariza, O Vira, Olivenza, Paschoeto, Pazze, Porto Galo, Porto Valência, Pramesa, Quinta D’Aldeia, Quinta da Boa Vista, Quinta do Cais, Quinta do Fijô, Restelo, Rioliva, San Domingos, Santa Isabel, Serra de Montejunto, Temperatta, Tordesilhas, Torezani Premium, Torres de Mondego, Tradição, Vale Fértil e Vila Verona.

Deixe seu comentário