Oroch parte de R$ 64 mil e é apresentada nas versões Express, Expression e Dynamique

Oroch é a pick-up média capaz de reunir conforto de SUV e robustez de off-road

Quando a versão pick-up da Duster foi lançada, o slogan era “o carro que chama trabalho”. A brincadeira era que a Oroch tem tecnologia, espaço e conforto de uma SUV, mas com robustez de utilitário. Inclusive, é apresentada como excelente opção para quem precisa usar o veículo para atividades profissionais, especialmente fora de estrada, com carga ou uma equipe de trabalho.

Altura de 20 cm livre do solo e entre eixos de quase três metros confere conforto e estabilidade

E o leque se abre ao perceber que a mesma pick-up média é um agradável veículo para levar a família em longas viagens. A bordo a tecnologia Renault de navegabilidade através de espelhamento do smartphone no Media Evolution, com tela touchscreen de sete polegadas que permite total controle em até quatro cliques.

O sistema inclui ainda as programações Eco Scoring e Eco Coaching para dirigibilidade preservando o meio ambiente e economizando combustível. Já segurança e conforto em longas distâncias são garantidos pelo piloto automático, com duas programações de controle de velocidade.

Altura de 20 cm livre do solo e entre eixos de quase três metros confere conforto e estabilidade

O Motores testou a Oroch motor SCe 1.6 16 válvulas e 120 cavalos (cv) de potência, que vem unicamente com câmbio manual de cinco marchas (mais a ré). A transmissão automática é encontrada com o motor 2.0, somado ao sistema ESM desenvolvido pela equipe da Renault nas pistas de Formula 1, que acumula energia das frenagens para reverter ao veículo em deslocamento. O veículo está disponível na concessionária Renault Cannes de Montenegro.

Ângulo de ataque com 26º
permite acesso em degraus

Um teste de desempenho para o motor e a suspensão
Entre os bairros Imigração e Porto dos Pereira, o Ibiá colocou a Oroch à prova. A primeira impressão fica por conta da suspensão Multilink na traseria, mais estável, confortável e menos barulhento. E de fato, encerrou bem os “desafios” oferecidos no interior de Montenegro, com vibração reduzida e silêncio interno. Na dianteira, a suspensão independente MacPherson, traz molas em forma de hélice (helicoidais) com barra estabilizadora.

680 kg de carga útil, e a caçamba
de 683 litros pode receber extensor

O conjunto é completo pela altura do solo e o entre-eixo diferenciado, inclusive maior do que da Duster SUV. Da mesma forma, o motor 1.6 respondeu bem nos terrenos pedregosos e enlameados. O “off road” é acentuado pelo elevado ângulo de ataque com 26 graus, característico da linhas Duster, permite a passagem por obstáculos verticais sem enroscar na parte inferior.

Acabamento e controles elétricos
dão o toque de SUV

Piloto automático
Regulador de
velocidade
Ao atingir a velocidade pré-estabelecida, o sistema mantém a aceleração e permite que o motorista possa descansar, sem tocar o acelerador.
Limitador de
velocidade
Motorista estabelece a velocidade máxima que deseja atingir e o limitador não permite que ela seja ultrapassada, tirando preocupação com radares.

multimídia com tela sete polegadas e comando sem tirar mãos do volante

O que é Eco-coaching e Eco-scoring?
A função Eco-Scoring avalia a condução do motorista ao final de um percurso, levando em conta o momento certo para a troca de marchas, a regularidade da velocidade, o consumo e a quilometragem percorrida. O  Eco-Coaching orienta o condutor para dirigir de modo mais econômico.

Deixe seu comentário