Câmbio automatizado é operado por meio de botões no console ou por borboletas atrás do volante foto: Fiat/Divulgação

Adequado para quem roda principalmente em trânsito urbano devido à praticidade e à agilidade, o Fiat Mobi, na recém-lançada linha 2018, avançou ainda mais seu perfil citadino com a chegada da versão a Drive GSR, equipada com câmbio automatizado e motor Firefly 1.0. Nos testes realizados pelo Inmetro, esse modelo alcançou o menor consumo de combustível em ciclo urbano entre todos os carros 1.0 à venda no País. Fez 14 km/litro dentro da cidade.

Vendido a R$ 44.780,00, ele é o veículo mais barato do Brasil para aquele consumidor que deseja abandonar o câmbio manual, um sistema que testa a paciência das pessoas nos congestionamentos, algo cada vez mais comum nas cidades e até mesmo em Montenegro nos horários de pico. Quem já andou no modelo garante que são significativas as melhorias em relação à caixa automatizada anterior da Fiat, a Dualogic. Não se sente mais os trancos nas trocas.

Conforme a montadora, o baixo consumo de combustível vem acompanhado de um novo patamar de conforto para o segmento, graças ao câmbio automatizado acionado por botões no console e “borboletas” atrás do volante. O conjunto é complementado pelo novo motor Firefly 1.0 três cilindros, direção elétrica com função City e sistema Fiat Live On de entretenimento a bordo.
No console central do Mobi, cinco botões permitem fácil acionamento, incluindo função Sport, que aciona um modo de condução esportivo elevando o giro antes da mudança da marcha.
O câmbio GSR conta com a função Creeping, que torna arranques e manobras muito mais confortáveis e seguras, inclusive em rampas de até 8% de inclinação. Basta tirar o pé do freio que o carro se movimenta, a exemplo de um câmbio automático convencional.

Há também o Auto-up Shift Abort — sistema inteligente que identifica uma rápida retomada de velocidade e aborta a troca para uma marcha superior, mantendo acelerações mais vigorosas, inclusive em ultrapassagens, com o motor em rotação mais elevada e, consequentemente, passando mais segurança ao condutor.

Deixe seu comentário