O Cruze Sport6 foi o líder de vendas no segmento de hatchs médios, no mês de novembro. foto: GM

Nunca se vendeu tanto Onix quanto no mês passado. Com o emplacamento de 18.611 unidades em novembro, a Chevrolet registrou novo recorde de vendas mesmo que o hatch esteja na liderança do mercado brasileiro desde 2015. De janeiro a novembro deste ano, 171.148 unidades produzidas em Gravataí foram comercializadas na rede de concessionárias da marca. É tanto carro que nem mesmo a soma do segundo e do terceiro colocados, Ford Ka e Hyundai HB20, superam o modelo.

O balanço de vendas de novembro também mostra que a Chevrolet lidera em outros segmentos, como o de sedans em geral e o de sedans compactos com o Prisma. Já entre as minivans, lidera com a Spin; entre os sedans médios-compactos com o Cobalt; e entre os hatches médios, com o Cruze Sport6.

Além disso, a marca se destacou em outros dois segmentos estratégicos: o das picapes, com a S10 e a Montana, que somaram 3.802 unidades; e o dos utilitários esportivos, com 1.891 unidades — o melhor volume da marca no ano — muito em função do renovado Tracker e do recém-lançado Equinox, os quais puxaram as vendas para cima. “Devido ao sucesso destes dois SUVs no mercado nacional, a Chevrolet está ampliando a disponibilidade do Tracker e principalmente do Equinox para poder ajustar a demanda à grande procura”, explica Marcos Munhoz, vice-presidente da GM Mercosul.

O sucesso em números
— Novembro foi o 26º mês consecutivo de liderança da Chevrolet no País
— A marca teve 37.354 unidades emplacadas e, com isso, 18,9% de participação entre automóveis e comerciais leves
— Neste ano, a “gravatinha dourada” acumula 356,6 mil unidades comercializadas. Isso representa 15,6% de crescimento em relação ao mesmo período do ano passado

Deixe seu comentário