Dos mais novatos aos mais experientes, motoristas cometem infrações no trânsito. Foto: Arquivo Ibiá

Cuidado.Fator humano é a principal causa de acidentes de trânsito no País

Quem nunca se deparou com uma infração no trânsito? Dos condutores mais novatos até aos mais experientes, muitos fatores como a desatenção, a falta de prática ou até o desconhecimento de regras de trânsito ocasionam “barbeiragens”, que podem ser bem perigosas. Segundo dados da Associação Brasileira de Medicina e Tráfego (Abramet) o fator humano é responsável por 90% dos incidentes no tráfego.

Mesmo que as más condutas “conscientes” sejam consideradas as grandes vilãs no trânsito, há situações em que as infrações são cometidas por outros tipos de falhas. As “barbeiragens”, nem sempre acontecem de forma voluntária, mas podem ser fatais e ocorrem por fatores variados que vão da inexperiência e distração, chegando a casos como o de pressa, que são praticados também por motoristas experientes.

Cinco infrações de que poucas pessoas se lembram, mas que causam perigo no tráfego
Não usar os limpadores do para-brisa
Este item é acionado em dias chuvosos, ou seja, em uma situação adversa de trânsito. Por se tratar de um equipamento de segurança, o condutor que for flagrado sem usá-lo durante a chuva comete infração grave, com multa no valor de R$ 195,23 e cinco pontos descontados na CNH. Além de acionar o para-brisa, o ideal em dias chuvosos é andar com a velocidade reduzida e a uma distância segura dos veículos que estão à frente.

Mudar de faixa sem sinalizar
Deixar de sinalizar durante a troca de faixa é um ato que causa inúmeros acidentes e situações de risco no trânsito. Deixar de alertar com antecedência as ações pretendidas, é infração grave, gera multa de R$ 195,23 e desconto de cinco pontos na carteira.

Dirigir em baixa velocidade
Transitar com velocidade inferior à metade da máxima permitida é infração média, a multa é de R$ 130,16 e são somados quatro pontos na habilitação. O ideal, para quem precisa andar com velocidade reduzida, é dirigir na faixa da direita”, sugere a especialista.

Buzinar sem necessidade
Se o barulho de buzinas é motivo de irritação para muitos condutores, imagina nos casos que não tem necessidade? Buzinar deliberadamente e sem motivo é infração leve, com multa de R$ 88,38 e três pontos descontados na CNH. A buzina tem a função de ajudar a evitar acidentes, porém, deve ser usada com toques breves e em situações específicas como alerta.

Encurtar o caminho passando por lugares irregulares
O “gato”, termo popularmente usado entre condutores de várias gerações, é caracterizado por manobras como retorno passando por cima da calçada, transitar sobre a calçada e ultrapassar pelo acostamento. Todos esses cenários são de infrações gravíssimas, sendo que o valor da multa é de R$ 293,47 e cometê-la implica a soma de sete pontos à habilitação.

Deixe seu comentário