O Rap é um estilo musical que está inserido na cultura Hip Hop

Com um estilo diferenciado, uma batida empolgante e muita rima, tanto o estilo rap quanto a cultura hip hop conquistaram milhares de admiradores pelo mundo. Muitos curtem o som para se divertir e relaxar, mas só existe música com músicos. Em Montenegro, a galera que desenvolve esse gênero está se empenhando bastante para que o estilo seja mais valorizado no município e na região. A luta não é nada fácil. A falta de investimentos e até mesmo o preconceito ainda existente colaboram para aumentar as dificuldades dos artistas locais.

MC Toni lançará seu primeiro em EP em carreira solo, em fevereiro

Quem está vivenciando essa nova fase é o montenegrino Toni Anderson Souza, de 36 anos, o MC Toni. Em fevereiro, ele lança seu primeiro EP em carreira solo, “MC Tony A Trajetória”. Após um ano atuando sozinho nos palcos, o artista apresenta um trabalho que vai contar com seis faixas autorais. “Uma delas gravada em Porto Alegre e as outras cinco em Montenegro”, conta. O MC lembra que participa do Hip Hop há 20 anos e que integrou o primeiro grupo de rap de Montenegro, o Montblack Mcs.

Na sequência, Toni fez parte do grupo Ideologia Social, com MC

MC Pedrão é rapper, produtor e ainda administra um canal de Rap no YouTube. Créditos: Arquivo pessoal de Pedro José da Silva

Pedrão e Robison. Entretamto, a carreira artística tropeçou após ele começar a consumir crack. A dependência na droga durou cinco anos e foi o fator principal para que ele abandonasse tudo o que já tinha construído. “Mas, graças a Deus, estou livre do vício há sete anos e hoje sou instrutor e coordenador do projeto de oficinas no Abrigo Menino Jesus de Praga, no bairro São João”, diz.

Toni afirma ter muita história para contar e, por isso, a maioria de suas composições traz alguma experiência que ele mesmo vivenciou. Quando compõe, ele procura introduzir mensagens de paz e igualdade nas faixas. “Luto pelo fim da discriminação e do preconceito que sofremos por escolhas musicais, de vestimentas ou até mesmo pela cor da pele”, comenta.

Outro artista que segue firme na batalha é o músico Pedro José da Silva, de 50, mais conhecido como MC Pedrão. Ele, que já é bem famoso na região, decidiu ser rapper, produtor e ainda youtuber, para divulgar o seu trabalho. ”Desde julho do ano passado, estou com a Acredit, minha gravadora. Para esse ano, já estamos programando vários eventos na cidade e, em breve, lançaremos o CD da Guerreiros da Perifa, grupo aqui de Montenegro”, explica.

Enquanto isso, no YouTube, o canal MC Pedrão Rap Livre segue firme e forte, com mais de 100 inscritos. Em agosto do ano passado, ele decidiu apostar nessa novidade e se tornar um youtuber. A rede serve para e divulgar o seu trabalho e também postar vídeos mostrando o talento de amigos que compartilham o mesmo gosto sonoro. “Minha intenção é apoiar a cultura hip hop, apoiar os grupos de rap, de dança e o grafite, além dos DJs da cultura e também levar autoestima e valorização às comunidades através de bate-papos e eventos comunitários”, planeja.

Pedrão já atua no mesmo estilo musical há 36 anos e conta que muita coisa mudou nesse tempo. Ele revela que, em 1986, só o fato de usar um boné com a aba virada para trás já era motivo para ser enquadrado pela polícia. “Comigo aconteceu várias vezes, mas hoje isso já não acontece tanto. O preconceito continua, mas por isso eu já não passo mais”, diz.

O Rap e o Hip Hop
Embora muitas vezes haja uma confusão em torno dos nomes e definições, eles são gêneros com ritmos e composições diferentes. Na verdade, o Hip Hop é uma cultura artística que foi criada durante a década de 1970, nas áreas centrais de comunidades jamaicanas, latinas e afro-americanas de Nova Iorque, nos Estados Unidos. Afrika Bambaataa é conhecido como o criador oficial do movimento e foi o responsável pelos quatro pilares essenciais na cultura hip hop: o rap, o DJing, a breakdance e a escrita do grafite.

O Rap, por sua vez, é um estilo musical no qual o texto é mais importante que a linha melódica, que engloba principalmente rimas, e é um dos pilares da cultura hip hop. O rap é uma espécie de poesia feita através de rimas, geralmente apresentadas em uma certa velocidade contínua.

 

Deixe seu comentário