Álbum Elis&Tom, de 1974, fará parte das leituras obrigatórias para o vestibular da Ufrgs de 2018

Um álbum gravado em 1974 por dois cânones da Música Popular Brasileira – Elis Regina e Tom Jobim – tornou-se leitura obrigatória para o vestibular de 2018 da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Sucesso internacional, o disco Elis &Tom, que traz músicas conhecidas como Águas de março, Corcovado e Só tinha de ser com você, teve suas letras inclusas no exame em 30 de maio deste ano, em divulgação feita pela própria universidade. Outras obras adicionadas foram A máquina de fazer espanhóis, de Valter Hugo Mãe, Quarto de despejo, de Carolina Maria de Jesus, e Diário da queda, de Michel Laub.

Para quem prestará o exame em busca de uma graduação, não há porque desesperar-se com o acréscimo das composições. Basta incluir as músicas na playlist do celular ou Spotify e seguir escutando as letras. As estudantes do 3º ano do Colégio Sinodal Progresso, Fernanda Moysés, de 17 anos, e Eduarda Daubermann, 16, prestarão o vestibular da UFRGS e têm opinião bem formada sobre isso.

As alunas Eduarda Daubermann e Fernanda Moysés comentam sobre a inclusão do álbum Elis & Tom nas leituras da UFRGS e elogiam a iniciativa

Já tendo lido alguns títulos indicados, Fernanda, que pretende fazer Medicina, explica que a inclusão do álbum na lista de exigências literárias é uma boa oportunidade para comparar arte, literatura e história. “As músicas são estilo Bossa Nova, música popular brasileira. Eu ainda não aprofundei o conteúdo delas, pois optei por priorizar as obras em livros. E a música precisa ser contextualizada historicamente, para que seu sentido possa ser compreendido”, afirma.

Também por isso, as alunas aguardam ansiosas por um reforço que será oferecido pela própria instituição de ensino sobre os conteúdos do vestibular.

Eduarda, que pretende ingressar no curso de Medicina Veterinária, destaca que aprender de forma prática, através da música, proporciona o aprofundamento do que foi estudado. “Além de memorizar mais facilmente e ser importante para os conhecimentos gerais”, conclui.

Músicas do álbum
– Águas de Março
– Pois
– Só Tinha de Ser Com Você
– Modinha
– Triste
– Corcovado
– O que Tinha de Ser
– Retrato em Preto e Branco
– Brigas, Nunca Mais
– Por Toda a Minha Vida
– Fotografia
– Soneto de Separação
– Chovendo na Roseira
– Inútil Paisagem

Leituras obrigatórias para 2018 divulgadas pela Ufrgs
– A máquina de fazer espanhóis, de Valter Hugo Mãe
– Quarto de despejo, de Carolina Maria de Jesus
– Álbum/Disco de 1974 – Elis&Tom
– Diário da queda, de Michel Laub
– O Continente, de Erico Veríssimo
– Gota d’Água, de Chico Buarque e Paulo Pontes
– Morangos Mofados, Caio Fernando Abreu
– A Hora da Estrela, Clarice Lispector
– O Cortiço, de Aluísio Azevedo
– Dom Casmurro, de Machado de Assis

– Coletânea, de Fernando Pessoa
1. Autopsicografia;
2. Isto;
3. Pobre velha música;
4. Qualquer música;
5. Natal…Na província neva;
6. Ela canta, pobre ceifeira;
7. Não sei se é sonho, se realidade;
8. Não sei quantas almas tenho;
9. Viajar! Perder países!;
10. Liberdade;
11. Lá fora vai um redemoinho de sol / os cavalos do carrossel… (poema V de Chuva Oblíqua);
12. O maestro sacode a batuta (poema VI de Chuva Oblíqua);
13. Padrão (Mensagem);
14. Noite (Mensagem);
15. O infante (Mensagem);
16. Mar português (Mensagem);
17. Nevoeiro(Mensagem).

– Pe. ANTÔNIO VIEIRA
1. Sermão pelo Bom Sucesso das Armas de Portugal Contra as de Holanda;
2. Sermão da Sexagésima;
3. Sermão de Santo António aos Peixes.

Deixe seu comentário