Por meio de um acordo entre a C.S. Lewis Company e a Netflix, o universo de As Crônicas de Nárnia serão transformadas em séries e filmes produzidos pela provedora. É a primeira vez que uma única empresa adquire o direito dos sete livros da saga de uma só vez.

Em comunicado oficial, o diretor de conteúdo da Netflix, Ted Sarandos, disse que as histórias de C.S. Lewis tiveram repercussão sobre gerações de leitores de todo o mundo. “As famílias se apaixonaram por personagens como Aslan e por todo o mundo de Nárnia, e estamos entusiasmados por sermos seu lar nos próximos anos”, disse.

A produção será comandada por Mark Gordon, conhecido pelo seu trabalho em Criminal Minds, Grey’s Anatomy e O Resgate do Soldado Ryan. Gordon estará aliado a Douglas Gresham e Vincent Sieber, produtores dos dois primeiros filmes da Disney sobre As Crônicas, como produtores-executivos desses projetos.

Mesmo que os direitos tenham sido vendidos, está previsto um quarto filme de As Crônicas de Nárnia para 2019, pela Sony Pictures. O reboot trará a história de As Crônicas de Nárnia. A Netflix ainda não esclareceu como irá utilizar da história na prática, nem se terá alguma relação com os três filmes já realizados.

Os romances de As Crônicas de Nárnia venderam mais de 100 milhões de exemplares e foram traduzidos para 47 idiomas. Três dos livros da sequencia foram transformados em filmes: O Leão, a Feiticeira e o Guarda (2005), Principe Caspian (2008) e A Viagem do Peregrino da Alvorada (2010).
O autor C.S. Lewis, falecido em 1963, não desejava que suas histórias do mundo fantástico de Nárnia se tornassem um live-action, porque temia que os animais mágicos e antropomórficos de sua série fossem impossíveis de serem recriados no cinema. No entanto, Douglas Gresham, enteado de Lewis, ficou convencido em vender os direitos do filme após os avanços tecnológicos de efeitos especiais.

“É maravilhoso saber que pessoas de todo o mundo estão ansiosas para ver mais de Nárnia, e que os avanços na tecnologia de produção e distribuição tornaram possível que façamos as aventuras de Nárnia ganhar vida em todo o mundo. A Netflix parece ser o melhor meio para atingir esse objetivo, e estou ansioso para trabalhar com eles em direção a esse objetivo”, disse Gresham num comunicado à imprensa.

Deixe seu comentário