Fotos: reprodução internet

Libras é a segunda língua oficial do Brasil. Mas a falta de democratização da linguagem é um dos principais entraves para que a educação, sociedade e comunicação sejam igualitárias no país. Contudo, há pessoas que trazem contribuições importantes no ensino de Libras, como o caso da professora Carolina Hessel, docente da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e uma das responsáveis pela Língua Brasileira de Sinais na Faculdade de Educação. Aliada às ferramentas tecnológicas, ela criou o canal no Youtube “Mãos Aventureiras”, que além de contar histórias clássicas, como “O sanduíche da Maricota”, de Avelino Guedes, que é super usado na educação infantil, fez vídeos dos livros  “Adelia”, de Jean-Claude Alphen (Prêmio Jabuti), “Carona na Vassoura”, de Julia Donaldson e Axel Scheffler, e “O presente do Saci”, de Lalau & Laurabeatriz.

Outro canal, da professora Karina Lisboa, formada em História, pós-graduada em educação de surdos e certificada como instrutora de LIBRAS e professora de história bilíngue português – LIBRAS traz o ensino da história às crianças. O Canal História em Libras ensina a pré-história e importantes acontecimentos do passado ao público infantil.

Deixe seu comentário