A pandemia do novo coronavírus veio para mudar todos os planos de 2020. Assim como no resto do mundo, Montenegro e região também sentiram todas as consequências dessa doença desconhecida até então. Desde o primeiro caso confirmado na região em primeiro de abril (contabilizamos os municípios do Vale do Caí mais Triunfo, devido à proximidade), foram muitas vidas perdidas, lutas enfrentadas e claro, batalhas vencidas. Para melhor informar a população o Jornal Ibiá criou uma editoria somente para o Coronavírus, com acesso livre para todas as notícias de utilidade pública. Vamos relembrar esses acontecimentos?

Fevereiro
26 – Confirmado o primeiro caso de um brasileiro infectado pelo novo coronavírus (Covid-19).

Março
10 – Confirmado o primeiro caso de infecção pelo novo coronavírus no Rio Grande do Sul.

17 – Brasil confirma a primeira morte por coronavírus.

19 – Governo do Rio Grande do Sul decreta situação de calamidade pública. Novas restrições foram adotadas.

19 – Prefeitura de Montenegro lança um canal de atendimento sobre a Covid-19. Por meio de uma ligação, a população pode tirar dúvidas, fazer denúncias e, até mesmo, solicitar informações acerca do coronavírus.

28 – Hospital Montenegro 100% SUS cria fluxograma de atendimento especial para pessoas infectadas com o novo coronavírus. Tenda de atendimento, Emergência Covid-19, Ala Internação Covid-19 e UTI, inicialmente com três leitos são algumas das medidas que foram tomadas por uma Comissão do HM.

31 – Iniciam os atendimentos na tenda de Pronto Atendimento para síndrome respiratória aguda, junto à Secretaria Municipal de Saúde (Assistência).

Abril
1 – O Vale do Caí registra os primeiros casos de Covid-19. Avô e neto que voltaram de uma viagem ao Rio de Janeiro (RJ) no dia 17 de março, eram de São Sebastião do Caí.

8 – A Prefeitura de Montenegro confirma o primeiro caso de Covid-19, no município. A paciente era uma funcionária do Hospital Montenegro.

11 – O caminhoneiro harmoniense, de 46 anos, que foi internado no dia 30 de março no Hospital Unimed Vale do Caí (HUVC) deixa o Centro de Tratamento Intensivo (CTI).

Foto: Reprodução internet

22 – A Prefeitura de Maratá confirma o primeiro caso positivo de coronavírus no município.

23 – A Prefeitura de Montenegro publica decreto que obriga a utilização de máscaras de tecido ou TNT por toda a população.

24 – Chega a 20 o número de casos confirmados do novo coronavírus na região.

28 – Após surto de Covid-19 é interrompido as atividades no frigorífico da JBS em Passo Fundo. Pelo menos quatro funcionários de Montenegro estiveram na planta que foi fechada. Eles passaram por consulta médica.

Maio
5 – São Sebastião do Caí começa a testar para Covid-19 moradores do Município que trabalhavam nos frigoríficos Nicolini e JBS, em Garibaldi. Ao todo, 38 caienses estavam empregados nessas empresas da Serra, onde houve surto do novo coronavírus. Cerca de 30 montenegrinos também estavam trabalhando na Nicolini; eles não fizeram teste, mas estavam sendo contatados por telefone pela Vigilância Epidemiológica para o acompanhamento dos possíveis sintomas.

6 – O frigorífico Nicolini, de Garibaldi, firma um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) com o Ministério Público do Trabalho. No documento, a empresa se comprometia a paralisar suas atividades e realizar avaliação clínica individual em seus trabalhadores. Na data quase 60 trabalhadores da empresa já haviam se infectado.

11 – Tem início o modelo de Distanciamento Controlado do governo do Estado, com bandeiras que, atualizadas semanalmente de acordo com a evolução da pandemia, definem restrições ou flexibilizações às empresas e demonstram riscos da Covid-19 nos municípios. Montenegro integra a Região 08 – com cidade de referência Canoas – inicia na bandeira laranja.

11 – Após testes em funcionários de frigoríficos, salta número de casos de Covid-19 em Montenegro. Sete pacientes foram confirmados com a doença. A Prefeitura não confirmou a relação entre as situações, mas, no mesmo dia, aplicou o teste rápido em moradores de Montenegro que trabalham em frigoríficos gaúchos onde há registro de surto do novo coronavírus.

15 – Brochier confirma primeiro caso de Covid-19.

15 – Montenegro confirma primeiro óbito por Covid-19 da região, que chega a 100 casos confirmados. O óbito ocorreu na Capital do Estado, mas por se tratar de uma moradora de Montenegro a morte foi contabilizada ao município do Vale do Caí.

26 – Após testes, a secretária municipal da Saúde, Cristina Reinheimer, confirmou, que havia casos de indígenas infectados na cidade. Foram positivados 28, dos 52 indivíduos testados para a Covid-19.

Junho
3 – Índios Kaingang são liberados da sua quarentena, em Montenegro. A aldeia, no bairro Centenário, foi visitada por membros da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) e da Secretaria Municipal de Saúde. Eles estavam em isolamento social desde meados do dia 25 de maio, após casos positivados de Covid-19 entre seus membros.

3 – Confirmada a primeira morte de paciente diagnosticado com o novo coronavírus em São Sebastião do Caí. Este foi o terceiro óbito causado pelo novo coronavírus no Vale do Caí mais Triunfo.

3 – Feliz lança nota oficial informando um possível surto do novo coronavírus, que estava em investigação na cidade. O nome da empresa, ramo de atuação, tampouco se continuava em atividade, não foi informado.

15 – A Prefeitura de Montenegro passa a divulgar diariamente um painel de indicadores da Covid-19 no município, com dados como principais sintomas; bairro; faixa etária e sexo.

18 – O Estado libera cinco UTI’s para o Hospital Sagrada Família, em são Sebastião do Caí.

20 – Pela primeira vez, a Região 08 entra na bandeira vermelha no modelo de Distanciamento Controlado e com isso enfrenta uma série de restrições. Tem início uma articulação para tentar tirar Montenegro e região do mesmo grupo de Canoas, o que não foi conquistado.

Julho
9 – Hospital Montenegro 100 % SUS anuncia a criação de mais seis leitos UTI adulto para pacientes com Covid-19 para o início da semana seguinte.

13 – O número de óbitos causados pelo novo coronavírus dobrou em apenas cinco dias na região (Vale do Caí mais Triunfo). Na data eram 20 mortes contabilizadas.

14 – Caiense doa plasma sanguíneo para uso no tratamento da Covid-19, no Hospital Virvi Ramos, em Caxias do Sul.


21 – São José do Sul confirma primeiro óbito por Covid-19.

23 – Pesquisas de vacina contra Covid-19 multiplicam ao redor do mundo. Um exemplo é a CoronaVac, que já estava sendo testada em brasileiros.

24 – Governador Eduardo Leite testa positivo para a Covid-19.

Agosto
1 – São José do Hortêncio tem primeira morte de morador com Covid-19.

3 – Em reportagem especial, o Ibiá abordou os quatro meses de evolução da pandemia na região. Na data a região (Vale do Caí, mais o município de Triunfo) contabilizava 1.778 casos, sendo que 36 pessoas tinham falecido, 1.317 estavam recuperadas e 425 seguiam em tratamento.

4 – Oitavo óbito registrado por coronavírus no município era funcionário da JBS do município há 28 anos. O homem de 47 anos estava internado em UTI no município, e não resistiu às complicações.

8 – O Hospital São Lucas, da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), iniciou os testes de uma vacina contra o novo coronavírus. A instituição era a única em solo gaúcho a aplicar as doses da vacina em voluntários para a terceira fase de ensaios clínicos do imunizante.

11- Inicia no Rio Grande do Sul a Cogestão no Distanciamento Controlado, que permite responsabilidade das prefeituras nos protocolos das bandeiras; e dá liberdade a regiões em bandeira vermelha para usarem regras de bandeira laranja. Montenegro, com isso, pôde voltar a flexibilizar o funcionamento de empresas e locais públicos. A cidade passou para a bandeira laranja, efetivamente, no dia 31.

13 – A Prefeitura de Montenegro realizou a abertura do segundo consultório para atendimento a questões envolvendo a Covid-19 na Secretaria Municipal de Saúde.

17 – A Região 08, que tem como referência Canoas, teve o seu protocolo regional habilitado pelo governo do Estado, após a apresentação do Plano de Prevenção e de Enfrentamento à Pandemia.

25 – Surto de Covid-19 na JBS provoca ação trabalhista. O Ministério Público do Trabalho (MPT) pede que a Justiça do Trabalho determine que a unidade frigorífica promova imediato afastamento, sem prejuízo da remuneração, de todos os seus empregados e trabalhadores terceirizados.

25 – Pareci Novo registra primeiro óbito por Covid-19.

Setembro
4 – Salvador do Sul apresentava 111% de crescimento nos contágios. No dia 29 de julho, o acumulado era de 17 casos confirmados e nenhum deles ativo. Apenas um mês depois, o município registrava 36 casos positivos e um ativo com internação.

5 – A juíza Lina Gorczevski, titular da Vara do Trabalho (VT) de Montenegro, determinou que o frigorífico da JBS situado na cidade cumpra medidas para evitar o contágio do coronavírus pelos trabalhadores. A decisão é liminar e atende parcialmente a pedidos apresentados pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) em ação civil pública.

9 – O Hospital Schlatter, de Feliz, passou a contar com um novo tratamento para o vírus, que utiliza o plasma de alguém que teve a doença e já se curou. O método inovador na região é utilizado no intuito reduzir os sintomas e carga viral dos pacientes com a infecção ativa.

Outubro
5 – Estado habilita seis leitos que já estavam em atendimento no Hospital Montenegro 100% SUS. O hospital regional somava 16 leitos, entre os quais estão estes seis específicos a pacientes com Covid-19. A habilitação durou 90 dias e terminou em 18 de outubro, devido ao período de baixa de internações que o Rio Grande do Sul estava vivendo.

8 – Recuperado da Covid-19, Marataense teve efeitos colaterais da doença. Segundo pesquisa preliminar sul-coreana, nove em cada dez pacientes com o novo coronavírus relataram ter experimentado efeitos colaterais como fadiga, perda do olfato ou paladar e distúrbios psicológicos depois de se recuperarem da doença.

13 – Justiça determinou que a direção da JBS Montenegro realize triagem e testagem para identificação da Covid-19 em todos os seus empregados. A determinação vale também para os terceirizados. Esse foi mais um desdobramento da ação civil pública ajuizada pelo MPT-RS.

Novembro
6 – Região chega a 100 óbitos por Covid-19.

9 – A farmacêutica americana Pfizer informou que a sua vacina experimental contra a Covid-19 mostrou ser 90% eficaz na prevenção da doença. A Pfizer e sua parceira alemã BioNTech são as primeiras farmacêuticas a anunciarem dados bem-sucedidos de um ensaio clínico em larga escala com uma potencial vacina contra o novo coronavírus.

12 – Desde a notificação do primeiro caso, nunca Montenegro teve tantas pessoas contaminadas ao mesmo tempo pelo coronavírus. Na data, segundo boletim da Vigilância Epidemiológica, 332 pessoas estavam, paralelamente, contaminadas com o novo coronavírus.

16 – A agência do Itaú de Montenegro foi fechada temporariamente devido ao registro de um caso suspeito de infecção pelo novo coronavírus entre os seus colaboradores. No mesmo dia o Banrisul também interrompeu suas atividades na cidade pelo mesmo motivo. Lá, dois colaboradores chegaram a testar positivo para Covid-19. O Banrisul informou a retomada no dia 20, já o Itaú teve suas atividades restabelecidas no dia 24.

Foto: Arquivo Ibiá

30 – Cogestão do Distanciamento Controlado é suspensa. Com isso, bandeira vermelha volta a valer, sem a possibilidade de usar os protocolos da laranja.

Dezembro
1 – Montenegro registra a maior média de casos diários do ano no mês de novembro, em que a média chegou a 13,93. O acréscimo do último mês também foi registrado na região (Vale do Caí mais Triunfo), que somou a média de 45,1 positivados por dia.

4 – O Hospital Montenegro 100% SUS reabre quatro leitos de UTI Covid, que haviam sido fechados em outubro. Segundo a Instituição, todos eles já estavam ocupados.

15 – O HM reabriu dois dos seis leitos de UTI Covid, que haviam sido fechados ainda em outubro devido à diminuição de casos.

15- O sistema de cogestão regional volta a valer no Rio Grande do Sul.

15 – Em entrevista à Rádio Ibiá Web, a secretária Estadual da Saúde, Arita Bergmann, apontou a possibilidade da vinda da vacina do novo coronavírus ainda em janeiro de 2021. Confiante no governo Federal, o Executivo do Estado irá esperar pela distribuição do Ministério da Saúde, mas já entrou em contato com o Instituto Butantan para uma provável compra de imunizações caso necessário.

17 – UTI’s Covid estão superlotadas em Montenegro.

31 – Região do Vale do Caí + Triunfo tem 9845 casos no acumulado, sendo 8307 recuperados, 144 óbitos e 1394 casos ativos.

Deixe seu comentário