Para construir a sólida carreira no ramo da beleza, Fernanda Nunes contou o apoio de familiares e amigas

Quando os negócios finalmente progrediam, a empresária Fernanda Nunes, se viu diante de um dos seus maiores desafios. Grávida da primeira filha, ela questionou a própria capacidade de conciliar a carreira e a família que surgia naquele momento. “Eu comecei a pesar ‘meu Deus do céu, e agora? Como é que vou fazer?’, achei que não conseguiria”, recorda Fernanda.

Hoje, aos 30 anos, a jovem empresária do ramo da beleza compartilha uma história com capítulos semelhantes a de milhões de mulheres que, como ela, lidam com o desafio de cuidar carreira profissional e dos filhos diariamente. “No início eu tive medo. Muito medo! E cheguei a pensar que teria que parar de trabalhar, pois não vi como gerenciar tudo”, conta Fernanda, relembrando o momento em que descobriu a gravidez, quando ainda tinha 19 anos.
Carreira, família e cuidados com a casa. Conciliar tantas responsabilidades pode não ser uma tarefa fácil, mas o fato é que a dupla, e até tripla jornada feminina, está cada vez mais presente na vida das brasileiras. A tendência, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é que o ingresso das mulheres no mercado de trabalho não as anula das tarefas domésticas. Com isso, para conquista a ascensão no setor, elas encontram inúmeras barreiras pelo caminho.

De acordo com dados da publicação Outras Formas de Trabalho, de 2018, divulgado no ano passado pelo IBGE, as brasileiras ainda trabalham quase o dobro de horas que os homens nos afazeres domésticos e cuidados de parentes. O estudo, que teve como base informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Penad Contínua), afirma que, enquanto elas dedicaram, em média, 21,3 horas semanais aos cuidados da casa e familiares, os homens só empenharam 10,9 horas nesse tipo de tarefa. Os números confirmam os que muitas mulheres estão cansadas de saber: conquistar a independência econômica tem um preço.

Entre um compromisso e outro, a empresária não abre mão do lazer com a família

Atualmente, Fernanda é proprietária da única empresa brasileira especializada em industrializar soluções feitas de fios de cabelo natural, e conta com o apoio de uma equipe de 18 pessoas que a ajuda a levar o produto para vários estados do Brasil e do mundo, mas nem sempre foi assim. Natural do interior de Frederico Westphalen, mas montenegrina de coração, ela relembra a trajetória difícil que teve até construir a sólida carreira como empresária e DreamMaker (especialista em soluções capilares).

“Meus pais trabalhavam com fumo, e como era um serviço muito desgastante, quando fiz 11 anos minha mãe sugeriu pegar a revista Avon da minha madrinha para incrementar a renda”, revela Fernanda, que descobriu ser uma grande empreendedora desde cedo. “Bati recorde de vendas e não parei mais”, conta a empresária que, buscando ter uma renda maior, abriu um salão de beleza aos 14 anos, de onde tirou seu sustento durante dois anos e meio.

A convite da irmã e com o sucesso do empreendimento no interior, Fernanda arriscou sair de sua cidade natal. Chegou a morar com a irmã em São Leopoldo, até chegar a Montenegro, quando ainda tinha apenas 17 anos. “Quando cheguei aqui, tinha um negócio pequeno, e como meu foco era alongamento [do curso que fez em São Leopoldo], comecei a ficar boa nisso e muitas pessoas começaram a me procurar”, recorda a empresária. “Quando tinha 19 anos, já liderava uma equipe de 15 pessoas no Centro da cidade, e foi nesse momento de ascensão que engravidei.”

Rede de apoio e muito incentivo
De origem pobre, a realidade difícil nunca impediu Fernanda Nunes de sonhar grande. Por trás de cada conquista, ela contou com uma sólida rede de apoio. Quando ainda morava no interior, foi a mãe e a madrinha que a ajudaram com o pontapé inicial no mundo do empreendedorismo. A irmã, por sua vez, incentivou a expansão dos negócios, enquanto que a tia emprestou dinheiro quando foi necessário, e as amigas deram aquela força quando desistir foi uma opção. “Eu escolhi o setor da beleza para trabalhar, e infelizmente existia uma crença limitante de que, como mulher, eu era obrigada a fazer tudo e jamais poderia pagar alguém para me ajudar, e eu confrontei tudo isso e fiz diferente”, explica a empresária.

“Assim como eu trabalhava com 15 pessoas no salão, eu também percebi que poderia ter alguém para me auxiliar nas tarefas domésticas. Então foquei em ter outras mulheres que me apoiassem nesse sentido, contratando uma babá e uma pessoa que me ajudava na casa. Isso foi fundamental para que eu conseguisse conciliar carreira e família”, destaca Fernanda, que ainda citou apoio e incentivo do esposo e do pai. “O exemplo da garra da minha avó, mãe e tias foi, sem sombra de dúvidas, determinante para que tudo desse certo e isso me inspirou muito.”

Sucesso na carreira e na vida pessoal
Após anos de dedicação ao espaço de beleza no Centro de Montenegro, atualmente Fernanda Nunes divide o tempo entre os cuidados com a família – o esposo Vilsir Bugs, 45, a filha Barbara Bugs, 10, e o filho Fernando Bugs, 8 – e com sua marca própria, a Pro Hair. “A primeira coisa temos que levar em consideração é nossa essência, de onde viemos, e quais os pilares que nos sustentam”, explica a empresária, apontando o sucesso entre a vida profissional e pessoal.

“Nas palestras que faço, sempre destaco a importância de ter muito nítida a nossa história, aceitar e respeitá-la, reconhecer o lugar em que estamos hoje – o que estamos fazendo no agora – e ter clara a visão para onde vamos, é o que nos conduz”, detalha Fernanda. “Acho importante termos uma espécie de pirâmide em nossas vidas em que Deus esteja no topo, depois o autocuidado, a família, trabalho e, assim, por diante”, completa.

Deixe seu comentário