O garoto recebeu o carinho e presentes dos policiais militares

Nova geração. Como incentivo, menino recebeu fardamento e o convite para participar dos projetos sociais da BM

Um encontro emocionante. Assim foi a tarde dessa quinta-feira, 28, para o pequeno Yuri Gabriel Pereira Althaus de dois anos. O garoto, morador da Travessa Steigleder no bairro Cinco de Maio, em Montenegro, recebeu a visita de policiais do 5º Batalhão da Polícia Militar de Montenegro (5º BPM). Além de abraços e carinho, Yuri ganhou uma farda, feita especialmente para ele, e uma mini viatura da polícia. Contudo, o maior presente foi o convite para ser o novo policial mirim da BM e integrar seus projetos sociais.

O abraço fraterno revela o grau recíproco de carinho

Yuri já sabia que receberia um presente da Polícia, mas não imaginava o que era. A expectativa tomou conta do menino, minutos antes do comandante do 5º BPM, Coronel Rogério Pereira Martins, e sua equipe chegarem na casa da família. Nos braços do sargento Claudionor, a criança mostrava intimidade com os policiais. Bastou o policial estender o convite para que Yuri se entregasse ao seu colo. E assim também ocorreu quando o Coronel chegou ao local.

O comandante relata que ações como esta visam aproximar a Brigada Militar e a comunidade. “Queremos mostrar que a Brigada que prende é a mesma que faz um trabalho de prevenção a violência. Queremos estimular o respeito às leis e as autoridades e formar cidadãos mais responsáveis”, apontou. “Os próprios policiais militares tiveram a iniciativa de conseguir o fardamento antigo e transformá-lo em um uniforme da Brigada Militar para PM mirim. Isso é uma das marcas dos projetos sociais da Brigada, através da filosofia de Polícia Comunitária que ocorre principalmente nas comunidades mais carentes que precisam de orientações de como agir no dia a dia”, explicou o comandante.

O Coronel, ao lado dos sargentos Benites e Claudionor e da soldado Carin, entregou a “fardinha” para o menino. Os próprios policiais vestiram o pequeno e posteriormente o levaram para dar uma volta de viatura. O sorriso estampado no rosto de Yuri dispensava respostas sobre se havia gostado da surpresa.

O novo PM mirim foi vestido pelos próprios policiais

A partir de agora, além de participar dos projetos sociais da BM, Yuri estará ao lado de seus ídolos em eventos comemorativos e desfiles cívicos. A mãe do “pequeno policial” Patrícia Pereira já sonha com o futuro, no qual o filho será membro da segurança pública. “Os ensinamentos começam desde pequeno. Ele ama a Polícia e eu apoio”, sublinha.

Uma relação de amizade
Sempre que passam pelo endereço de Yuri, os sargentos Benites e Claudionor acenam ou buzinam para cumprimentar o garoto. Quando isso não ocorre, Yuri fica chateado e faz cara feia. O carinho que tem pelos “amigos” é recíproco. “Sempre que temos a oportunidade passamos aqui para abraçá-lo e aproximá-lo ainda mais da Polícia. A gente tem ele e a mãe como amigos. É um êxito estarmos conquistando cada vez mais um espaço dentro da nossa comunidade”, reitera Claudionor. “É um grande prazer participar desse momento. É um prazer ver uma criança tão pequena que gosta tanto do nosso trabalho”, destacou a soldado Carin.

Conforme o sargento Benites, Yuri participará dos programas Patrulha Escolar e Proerd. Em ambos e nas demais ações da BM, em que ele estará presente, a principal lição é o amor. “O Yuri é um amigo, um parceiro, dá pra dizer que a gente o adotou”, conclui o policial.

O primeiro encontro
A primeira aproximação de Yuri com os policiais do 5º BPM ocorreu em novembro de 2018. Patrícia escreveu uma mensagem no Facebook relatando a paixão do filho pela

A alegria tomou conta do menino Yuri ao entrar na viatura policial

Brigada e pedindo um encontro. No dia 21 daquele mês seu desejo foi realizado. A reportagem do Ibiá acompanhou o encontro.

O capitão Oscar Bessi foi um dos policiais a participar da ação. Na época ele falou sobre a importância da aproximação do menino com a BM. “É uma recompensa para todos nós, principalmente para os nossos colegas que estão na linha de frente, que enfrentam tantas adversidades, tantas críticas e tantas negatividades em tempos estranhos que estamos vivendo”, comentou.“Várias crianças têm paixão pelo policial. É bacana ver aquela confiança e inspiração”, concluiu.

Deixe seu comentário