Modelos devem ter IMC saudável. Foto: reprodução internet

O assunto já é debatido faz tempo. Mas agora a França aprovou definitivamente duas leis que visam garantir a saúde das modelos que desfilam coleções de roupas e acessórios. A legislação irá multar agências com modelos excessivamente magras a partir de 1° de outubro de 2017. A mudança legal foi anunciada oficialmente pelo Ministério de Assuntos Sociais e Saúde do país e apresenta um grande passo contra a anorexia no mundo da moda e o seu impacto em todas as mulheres. A França é berço de grandes grifes e recebe a cada virada de estação os principais desfiles do mundo da moda.
Segundo a legislação, fotos comerciais precisarão deixar claro que foram retocadas e não refletem a realidade. A ideia é que as mulheres não fiquem fazendo comparações injustas entre seus corpos e os das modelos em capas de revistas cheias de imagens photoshopadas. A nova lei também exige que as modelos se submetam a avaliações médicas a cada dois anos para poder continuar trabalhando. Elas devem estar com IMC (índice de massa corporal) compatíveis com níveis considerados saudáveis. Isso visa coibir agências que pressionavam as modelos a emagrecerem cada vez mais.

Deixe seu comentário