Exposição causou polêmica. Foto: Facebook/Santander Cultural

O museu do Santander Cultural, em Porto Alegre, cancelou a exposição Queermuseu, após ataques registrados nas redes sociais e no interior da mostra que aborda a diversidade sexual. A medida gerou protestos. A exposição que reunia mais de mais de 270 obras, de 90 artistas plásticos, entrou em cartaz no dia 15 de agosto e ficaria até o dia 8 de outubro.

Os protestos contrários a manutenção da exposição começaram quando as imagens foram consideradas ofensivas. O conteúdo foi classificado como um “incentivo à pedofilia, zoofilia e contra os bons costumes”. Por conta dos protestos, a entrada do museu chegou a ficar fechada.

No Facebook a instituição se manifestou afirmando que “o objetivo do Santander Cultural é incentivar as artes e promover o debate sobre as grandes questões do mundo contemporâneo, e não gerar qualquer tipo de desrespeito e discórdia”.

Deixe seu comentário