Peludos, Grêmio Gaúcho, futebol, areia, estreia
Tetra no Grêmio Gaúcho, Peludos estreia na competição e busca repetir na areia o sucesso do futebol sete

Pontapé inicial. Rodada de abertura da maior competição de futebol de areia da região terá cinco partidas

Maratá, força livre, time, futebol, areia, campeonato
Maratá manteve a base e buscou reforços de outras cidades para o torneio. Foto: arquivo pessoal Maico Schmitt

Fim da espera! Inicia hoje a maior competição de futebol de areia do Vale do Caí. A partir das 19h30min, a quadra localizada no Parque da Oktoberfest, em Maratá, recebe a abertura da Copa Intermunicipal de Futebol de Areia. Previsto inicialmente para começar na metade de dezembro de 2017, o torneio teve suas datas alteradas duas vezes e terá bola rolando nesta sexta-feira.

Neste ano, o campeonato conta com 22 times, divididos em quatro categorias. A rodada de estreia terá cinco jogos e, logo de cara, dois clássicos montenegrinos que prometem pegar fogo. O duelo que abre a competição coloca frente a frente Fominhas e Fênix, rivais de Montenegro. Na última edição, a mulherada do Fênix ficou com o título em Maratá.

Na sequência, outro confronto que envolve times montenegrinos: Genifer Sports/São José e Chelsea, pelo veterano. Campeão em 2017, o Chelsea mudou bastante o elenco para defender o título nesta temporada. Os outros três jogos que completam a primeira rodada são válidos pelo força livre. Destaque para Maratá e Peludos, no fechamento do primeiro dia de jogos.

Estreante na competição, a equipe montenegrina do Peludos busca repetir na areia o sucesso que vem tendo no futebol sete, já que é o atual tetracampeão do campeonato do Grêmio Gaúcho. Atleta do Peludos, Júlio César Machado destaca que a base do time é a mesma que joga futebol sete. “A equipe é praticamente a mesma. Acrescentamos dois jogadores, importantes para o grupo e que, de fato, são mais próximos de nós”, ressalta o jogador, que participou da competição em 2017 pelo Tok de Bola e foi vice-campeão.

O objetivo principal do Peludos no torneio de beach soccer é entrosar a equipe para os campeonatos de futebol sete. No entanto, o título também é desejado pelo time. “Vamos jogar para dar ritmo e entrosar mais a equipe. É sempre bom estarmos juntos, pois o time vai ficando cada vez mais forte. Mas, é óbvio que quando entramos em alguma competição, não jogamos por jogar, nosso time é sempre competitivo”, diz Júlio.

O atleta montenegrino não vê sua equipe favorita ao título e salienta que as primeiras rodadas serão de adaptação. “Não nos coloco como favoritos. Não temos características e nem jogadores acostumados a jogar futebol de areia. É um jogo diferente, que requer mais atenção e preparo físico”, completa.

Na estreia, o Peludos encara os donos da casa: Maratá. Única representante da cidade anfitriã no força livre, a equipe do Maratá manteve a base e se reforçou com atletas de outras cidades para buscar um lugar entre os finalistas. “Buscamos reforços de outros municípios, como Brochier, Salvador do Sul e São Pedro da Serra, mas a base é da casa. Fizemos um time para tentar chegar na final”, frisa Maico Schmitt, jogador do Maratá.

O time da casa não chegou na decisão em 2017, vencida pelo Parma, de Tupandi, que neste ano não participa do campeonato. No entanto, Maico prevê um torneio mais complicado neste ano. “O nível dos times está bem maior que no ano passado. Nesta edição, é praticamente um time por município, ou seja, cada cidade fez uma seleção. Então, vai ser um campeonato complicado”, argumenta.

São 11 equipes confirmadas no força livre e cada time disputará quatro jogos na primeira fase da competição. Apenas o último colocado ficará fora da etapa seguinte.

Clássicos locais para esquentar o torneio
Logo na largada do campeonato, dois jogos envolvendo times de Montenegro aquecem as turbinas do certame. Primeiro, as meninas do Fominhas enfrentam as atuais campeãs do Fênix. Uma das líderes do Fominhas, Cleonice Ferraz, a Nice, conta que sua equipe está ansiosa pela estreia, e mostra confiança. “Temos um grupo com 14 atletas e dois treinadores. Estamos ansiosas, treinando todas as quartas-feiras para o torneio. A nossa expectativa é ótima, pois estamos dando o nosso melhor”, enfatiza.

Fominhas, feminino, futebol, areia, Maratá, Montenegro
Fominhas vão em busca do título inédito em Maratá. Foto: arquivo pessoal Cleonice Ferraz

Esta é a segunda vez que as Fominhas participam da competição. Em busca do título inédito na areia, elas sabem que não encontrarão facilidade, mas esperam fazer uma grande disputa, a começar pelo clássico local com o Fênix. “É uma rivalidade boa e bem saudável. Elas são as atuais campeãs do torneio, então não será fácil. Respeitamos muito uns aos outros, até porque o que prevalece é o esporte”, acrescenta Nice.

No veterano, os montenegrinos do Chelsea defendem o título nesta temporada e contam com seis caras novas no elenco para isso. Nesta sexta-feira à noite, a equipe mede forças com os conterrâneos do Genifer Sports/São José em um duelo que promete ser muito equilibrado. “Com os reforços, nossa ideia é ganhar o título mais uma vez”, ressalta o treinador Neni.

Jogos da primeira– Hoje (12/01)
19h30min – Fominhas x Fênix – Feminino
20h30min – Genifer Sports/São José x Chelsea – Veterano
21h30min – Legendários FC x Kiosque Barão – Força livre
22h30min – Tok de Bola/Lotérica Timbaúva/Side Sul x ATF Tabaí – Força livre
23h30min – Maratá x Peludos – Força livre

Deixe seu comentário