Maratá – No sábado (12) houve o encerramento da I Jornada Literária Colégio Estadual Engenheiro Paulo Chaves. O evento levou para dentro da escola escritores, contadores de história e palestrantes. No encerramento da jornada, a escola preparou uma confraternização em alusão ao dia dos pais. O evento teve o apoio do Sicredi para a realização, o que auxiliou a escola a cobrir os custos com os palestrantes.

Segundo a direção da escola, o objetivo da Jornada foi de fomentar a leitura e a produção literáriaentre os estudantes. “A ideia e despertar neles o gosto pela leitura através do contato com os escritores”, afirma a diretora Elisângela da Silva de Oliveira.  A Supervisora escolar, Vivian Millarch Kipper, também destaca o incentivo à escrita. “É uma iniciativa que visa aproximar o estudante da literatura, incentivando o hábito e valorizando o aspecto da leitura”, aponta.

" Queremos desenvolver nos alunos o gosto pela leitura e pela produção literária", aponta diretora Elisângela Oliveira
Diretora Elisângela Oliveira

Aos dez anos de idade a aluna Giovana Oliveira diz que costuma ler tanto em casa, quanto na escola. “Eu gosto de histórias engraçadas, aqui achei legal os gibis”, diz a menina que está na quinta série do ensino fundamental. Ela também prestou homenagem ao pai, o industriário Ricardo Oliveira. “Pai, você é o sonho bom da minha vida e quando crescer vou te amar ainda mais”, declarou Giovana. Os pais, além de confraternizar com um pão e salsichão cortado a faca, ainda assistiram uma palestra sobre família com o tenente coronel aposentado e formando de psicologia, Eduardo Pithan. “Ele falou sobre a influência dos pais com os filhos. Plantar menos carinho e menos amor, eles se tornam adultos solitários”, disse Ricardo.

Compartilhar

Deixe seu comentário