Mara Angélica já arregaçou as mangas e ajuda na confecção de enfeites

Através do Cras, comunidade auxilia na montagem dos itens que farão parte da decoração especial da cidade. Praça e repartições públicas serão enfeitadas

Tardes de voluntariado são regadas pelo bom humor

Assim como no Natal, a população de Pareci Novo terá uma participação efetiva na montagem da decoração da cidade para a Páscoa. Desde a última quarta-feira, voluntários trabalham na montagem dos enfeites que serão utilizados para ornamentar repartições públicas e também a Praça Municipal Miguel Arraes. Os encontros para a confecção dos adornos acontecem sempre das 13h às 17h de quarta-feira, no Centro de Referência em Assistência Social (Cras) Amor Perfeito.

Conforme a professora da oficina de artesanato do Cras, Roberta Gonçalves, qualquer pessoa é bem-vinda para auxiliar na produção dos materiais, mesmo não tendo experiência com artesanato. “Temos bastante coisa a ser produzida”, afirma. Segundo ela, adolescentes e idosos também podem participar da confecção dos enfeites. “Está todo mundo convidado”, reforça.

Diversos materiais, como tecidos, serão usados para fazer a decoração

De acordo com Roberta, o material para a confecção de guirlandas, coelhos e uma toca do coelho são oferecidos pelo Município. Sua ideia é de que no final de fevereiro as ruas da cidade comecem a receber os primeiros enfeites. Conforme a diretora de Cultura do município e professora de artesanato Maria Marli de Mello Kich, são utilizados na confecção materiais como tecidos, feltros e fibras. Marli reforça ainda o convite para todos ajudarem na produção e lembra que quanto mais pessoas participarem, mais enfeites serão feitos.

Quem já arregaçou as mangas e partiu para o trabalho voluntário é a agricultora Mara Angélica Frank Cruss, 43 anos. Acompanhada dos filhos, ela ajudava na última quarta-feira, dia 17, a fazer as primeiras peças que enfeitarão a cidade. “Dá trabalho, mas compensa”, conta. Angélica diz que tem no artesanato um hobby e salienta outra vantagem de auxiliar na confecção da decoração: as agradáveis tardes passadas entre amigos.

A agricultora já havia auxiliado na confecção dos enfeites de Natal e diz que é boa a sensação de ver a cidade enfeitada com itens que ela ajudou a produzir. “É muito show! E no último Natal não teve vandalismo”, destaca. Angélica espera que, na Páscoa, a decoração também não seja depredada.

Deixe seu comentário