Especial para o Natal, Berry Christmas Ale é feita com amoras, framboesas, camomila, hibisco e gengibre

Variedade. A Das Bock Bier possui, inclusive, um cerveja especial para o Natal e outra feita com doce de leite

Talvez nos ambientes onde o Natal é mesmo celebrado na neve, fato que até mesmo itens de decoração no Brasil nos lembram, ter uma cerveja como bebida para a ceia pode soar estranho. Mas abaixo do Trópico de Capricórnio, o dezembro é sempre escaldante e uma boa pedida para refrescar é uma cerveja. Pensando nisso, a cervejaria Das Bock Bier produziu mais uma vez um rótulo especial para essa data. Trata-se da Berry Christmas Ale.

Conforme o responsável pela sua fabricação, Igor Eduardo Bock, 35 anos, a cerveja tem como base o estilo Witbier e conta com insumos como hibisco, gengibre, camomila e uma boa quantidade de amoras e framboesas. “Ela não é uma cerveja que explora muito o amargor, ela tem o sabor e o aroma da fruta”, explica. O cervejeiro garante que, apesar de ter um teor alcoólico mais alto (8%), a variedade é fácil de ser bebida no Verão.

Igor recorda que este é o terceiro ano que produz um rótulo especial para o Natal. “A cada ano, a gente muda a receita”, destaca. Com a cervejaria registrada desde 2014, ele lembra que, nos anos anteriores, as cervejas para celebrar o Natal foram baseadas nos estilos India Pale Ale (IPA) e Dunkel. Mas a aposta em rótulos de estilos diferentes e pouco conhecidos pelos brasileiros não é exclusividade da época de Natal. Durante todo o ano a Das Bock Bier aposta na produção de cervejas especiais, como a Milk Stout, batizada de Dulce de Leche Stout, que tem doce de leite em sua receita.

Para entender o motivo disso é preciso conhecer um pouco mais da história de Igor. Seus primeiros contatos com a produção de cerveja foram em 2010, quando recebeu o convite de uma parceira da agropecuária onde trabalha, que fabricava equipamentos, para ir até São Paulo conhecer os sistemas e processos de fabricação. Na época, Igor não tinha uma boa imagem dos rótulos aqui comercializados. “O que tinha no mercado não era o que me atraía. Não achava muito interessantes o sabor e o aroma das cervejas comerciais. Bebia mais vinho, que tinha um sabor, um aroma”, confessa.

A guinada aconteceu cerca de dois anos depois da visita em São Paulo, quando Igor resolveu fazer cerveja nas panelas. “A primeira foi bem legal. Deu para beber, não deu problema… aí foi”, recorda, dizendo que os amigos logo pediram para experimentar. Uma paixão pelo universo cervejeiro se formou e ele resolveu estudar mais o assunto. Formou-se sommelier pela Science of Beer, instituto que atua em todo o Brasil. A afinidade foi tanta que acabou virando embaixador do curso.

“Em cima da cerveja, fiquei sempre estudando sobre aromas, sabores e defeitos”, conta. Tendo esse conhecimento, Igor partiu para a produção e quis justamente apresentar uma proposta diferente, não buscando produzir grandes volumes e estar na prateleira de diversos estabelecimentos, mas mantendo contato direto com a produção e tendo ítens diferenciados.

Diversidade e também qualidade garantidas

Estilos diversos e de qualidade são marca da cervejaria brochiense. Durante o evento que será promovido no dia 23, os visitantes terão a oportunidade de conhecer os rórulos Pilsen, Witbier, Bock Fest, Dulce de Leche Stout, Sátiro e Galaxy IPA

Com dois tanques de mil litros e a capacidade de fazer 500 litros por brasagem, Igor toca sozinho ou com auxílio de algum ajudante a produção da Das Bock Bier. O estilo a ser produzido é bastante variado. Atualmente, uma Pilsen fermenta em um dos tanques e aguarda para ser envasada.

Além de rótulos já conhecidos, como a Galaxy IPA e sua Witbier, a cervejaria oferece outros, como a surpreendente Dulce de Leche Stout, ou a Gold of Heart, uma Cream Ale, e a Rye IPA, feita do Outono até a Primavera.

Conforme o cervejeiro, a grande variedade e diferença entre os estilos têm agradado aos consumidores. Pelo menos é isto que ele observou nos últimos eventos para os quais levou seus produtos. Inclusive, Igor entende que essa divulgação ajuda a aproximar o público das cervejas especiais. “Eu lembro que, no começo, eu queria beber uma cerveja diferente e não tinha”, destaca.

Hoje o produto de Igor está em bares e lojas de Montenegro, Porto Alegre, Novo Hamburgo e Feliz. Além disso, pode ser adquirido diretamente na fábrica, localizada na rua Irmãos Brochier, em frente à AgroBock. Ele salienta que por utilizar a técnica de refermentação na garrafa, as cervejas não precisam ficar numa geladeira, sendo necessário apenas mantê-las guardadas num local fresco. “Se mantiver no frio é melhor, mas pode até deixar fora”, reforça.

Cervejaria irá promover evento dia 23

Igor é o responsável por produzir as cervejas especiais da Das Bock Bier

No próximo sábado, dia 23, a cervejaria irá promover o 1º Bock Day. Das 10h às 20h o público poderá experimentar seis rótulos da Das Bock Bier: Pilsen, Witbier, Bock Fest, Dulce de Leche Stout, Sátiro e Galaxy IPA. Além disso, também haverá a comercialização de kits especiais de Natal com a Berry Christmas Ale, copos especiais e camisas. Ainda está garantida a presença do cheff Igor Pithan, que fará hambúrgueres, do Brownie das Galáxias e também da feira de vinil Print Vinil, que irá embalar o público com o som dos “bolachões”. “A proposta é o pessoal vir, se divertir, conversar e beber”, diz Igor.

Deixe seu comentário